O governador eleito do Amazonas, Wilson Lima (PSC), reuniu-se na tarde desta segunda-feira (12), em São Paulo, com o governador eleito daquele estado, João Dória (PSDB), para tratar dos detalhes do encontro de integração da próxima quarta-feira (14), em que participam os governadores eleitos das cinco regiões do País, em Brasília.

O convite formulado pela Frente de Governadores pelo Brasil tem como anfitrião o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e coanfitriões, os governadores de São Paulo e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). “O governador de São Paulo reforçou a importância de que todos os futuros chefes do Poder Executivo nos estados estejam presentes porque será uma oportunidade de conhecer as propostas em detalhes da nova equipe do governo federal”, explicou Wilson Lima.

A reunião marcada para daqui a dois dias terá como palestrantes os ministros indicados para assumir as pastas da Fazenda, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O encerramento do encontro, que tem duração estimada de 3h30, será feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

Um dos pontos de discussão será o Pacto Federativo. Instituído na Constituição Federal de 1988, o Pacto estabelece funções, direitos e deveres de cada um dos entes da federação: União, estados, Distrito Federal e municípios. Cabe a União cuidar dos temas de interesse nacional, como a defesa da pátria. Os estados atuam em questões regionais como transporte metropolitano e cabem aos municípios os assuntos locais, como a coleta de lixo. O Distrito Federal acumula competências tanto dos estados quanto dos municípios.

“A abordagem sobre o Pacto Federativo pode contribuir para aumentar as finanças dos estados. Num momento, em que a instabilidade econômica ronda a maior parte do País, em que empresas são fechadas, aumento do desemprego e declínio das receitas próprias, devemos nos unir para encontrar alternativas a fim de superar os obstáculos e voltar a crescer nos segmentos econômicos da indústria, comércio e serviços”, pontuou Lima.

Além disso, os governadores conversaram sobre propostas para iniciar as respectivas administrações com ações direcionadas para resolver problemas críticos como a longa espera por atendimento médico hospitalar. Wilson Lima citou a avaliação das finanças do Estado, – trabalho que vem sendo realizado pelo vice, Carlos Almeida (PRTB), na equipe de transição -, como uma medida saneadora emergencial para otimizar recursos, que deverão ser alocados em setores cruciais, como a saúde.

“O João Dória também falou sobre o Programa Corujão da Saúde que ele implantou quando foi prefeito da capital paulista para reduzir as filas da saúde. Mostrou-se disponível em nos ajudar com informações sobre projetos nas áreas de educação, segurança pública e geração de emprego e renda”, finalizou o governador eleito do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here