Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Governo apresenta contribuições do Prosamim nos igarapés da capital para a criação de Plano de Contingência das alagações

UGPE apresentou as intervenções e expertise do trabalho do Prosamim na capital

O Governo do Estado, através da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), apresentou, nesta quarta-feira (12/05), durante reunião na sede da unidade, as ações realizadas pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) a um grupo de trabalho convocado pela Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás, Energia e Saneamento (CGRHMGES), da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), grupo criado para debater ações emergenciais sobre as cheias dos rios na cidade de Manaus.

A reunião visa o diálogo com diversos órgãos, no intuito de colaborar para uma solução sobre as famílias que residem nos leitos dos igarapés e as alagações, que acontecem na cidade devido às fortes chuvas, somadas à previsão de cheia histórica do Rio Negro.

Em virtude do trabalho pertinente em áreas alagadiças e sua expertise no trabalho socioambiental das suas intervenções, a UGPE expôs os resultados, o planejamento e a expertise do Prosamim nas obras em leitos de igarapés, há mais de 15 anos no estado.

De acordo com o Defensor Público Geral do Estado do Amazonas, Thiago Rosas, que atua no âmbito de moradia da defensoria, conhecer como é executado o programa e todo aspecto que o Prosamim é inserido, cria um ambiente de construção de caminhos positivos.

“A perícia no tratamento em igarapés é do Prosamim, em Manaus e no Estado do Amazonas, por isso sugerimos que viéssemos aqui para aprender na fonte do conhecimento, então nós contamos com essa expertise para também trazer luzes aos demais órgãos municipais e estaduais, que enfrentarão o problema em outros igarapés onde o Prosamim não está”, elucida o defensor.

O Secretário Executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, apresentou ao grupo de trabalho os aspectos institucionais, ambientais e sociais do programa, além de compartilhar a expertise e as contribuições do Prosamim, principalmente, devido à cheia e alagações dos igarapés.

Estiveram presentes representantes do município, como a Secretária Municipal de Meio Ambiente (Semmas), Secretaria Municipal de Infraestrutura, representantes do estado, por meio do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE), Ministério Público Estadual (MPE), Secretaria de Estado do Meio Ambiental (Sema), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM), representantes da Assembleia Legislativa e da Câmara Municipal.

FOTO: Tiago Corrêa / UGPE

-publicidade-