As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Governo assina termo que certifica Amazonprev junto ao programa Pró-Gestão

Documento qualifica a instituição como referência no Brasil

Gov Agricultura

O governador do Amazonas, Wilson Lima, participou, nesta quinta-feira (09/01), da solenidade de assinatura do termo de compromisso que certifica a Fundação Amazonprev junto ao Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social (Pró-Gestão). O documento qualifica a instituição previdenciária do Amazonas como uma das mais proeminentes e de referência entre os estados brasileiros.

Segundo o governador, a certificação é o resultado de um trabalho alinhado com as políticas federais de excelência entre os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS).

“No ano passado, a Amazonprev recebeu três prêmios, além da certificação da ISSO, e a gente começa o ano de 2020 recebendo essa certificação como reconhecimento do trabalho sério que nós estamos fazendo. É importante também ressaltar o papel que a Assembleia Legislativa teve nesse processo quando aprovou a reforma da Previdência aqui no estado do Amazonas, uma reforma que é necessária pra que a gente possa manter o equilíbrio fiscal e, naturalmente, garantir os benefícios daquelas pessoas que são aposentadas pelo Governo do Estado”, afirmou Wilson Lima.

A auditoria de qualificação que recomendou a Amazonprev ao Pró-Gestão aconteceu em novembro de 2019. Dentre os critérios avaliados na instituição estava a capacidade de gestão e modernização do sistema previdenciário.

Com base nos fundamentos de classificação para receber o certificado do Pró-Gestão, a Fundação Amazonprev alcançou 22 dos 24 pontos possíveis, cumprindo um total de 92% dos pré-requisitos necessários para a qualificação.

Segundo o presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib, a assinatura do termo pelo Governo do Estado garante para a União que a instituição continue mantendo um padrão de qualidade modelo para o Brasil.

“Isso não é à toa, vem de anos de planejamento e de uma metodologia de gestão previdenciária que, além de seguir os preceitos e determinações constitucionais, vem mostrando ao longo dos anos que a capitalização do recurso no fundo previdenciário, bem como a gestão no fundo financeiro, vem sendo feita de forma a garantir um melhor futuro para o nosso servidor público, quando ele for se aposentar ou quando for instituir pensão”, afirmou Zogahib.

Pró-Gestão – O Pró-Gestão busca avaliar os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) em uma perspectiva geral, que abrange tanto aposentados e pensionistas quanto servidores ativos. Seus critérios buscam aprimorar tanto as atividades previdenciárias, quanto as condições de trabalho dos servidores ativos, seu atendimento de saúde e os indicadores de qualidade institucionais, entre diversos outros pontos estipulados nos três pilares do Pró-Gestão: controles internos, governança corporativa e educação previdenciária.

FOTO: Tácio Melo/Secom

você pode gostar também