Amazonas Notícias

Governo atualiza novas etapas do plano Zoneamento Ecológico-Econômico do Amazonas

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), realizou, hoje (18/07), a reunião do comitê técnico (membros natos) da Comissão Estadual do Zoneamento Ecológico-Econômico (Cezee), para atualizar e traçar novas etapas de elaboração do Plano de Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE). 

O secretário-executivo da Sedecti, Gustavo Igrejas, que presidiu a reunião, apresentou os resultados obtidos até o momento com as áreas que já foram mapeadas e destacou a importância do Zoneamento Ecológico-Econômico para trazer esse financiamento e desenvolvimento para o interior. 

“Há uma determinação do governador Wilson Lima que consiga esse Zoneamento Ecológico para o Amazonas,++ e hoje a reunião com a comissão foi importante para atualizar toda sociedade de como está o caminho. Já foram mapeadas nove regiões que precisam ser feitas o zoneamento, algumas atualizadas, outras menos, e estamos correndo em busca de fundos para poder elaborar e terminar esse zoneamento”, pondera Igrejas. 

Também foi discutida a agenda de trabalho, ficando definida para o dia 1º de agosto uma outra reunião estratégica que definirá os próximos passos do Zoneamento Ecológico-Econômico no Amazonas.  

A Cezee é uma ação específica que faz parte do Programa Desenvolve Amazonas, que está inserido no Plano Plurianual (PPA 2020-2023) do Governo do Estado. A Sedecti preside a Comissão, e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) é a secretaria executiva da Cezee. 

Participaram da reunião integrantes dos representantes de diversos órgãos do Estado e sociedade civil, como Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Secretaria de Estado das Cidades e Territórios (SECT), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), da Aliança para o Desenvolvimento Sustentável do Sul do Amazonas (ADSSA) e outros. 

Fotos: Bruno Leão/Sedecti 

Relacioandos