Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Governo divulga cursos de capacitação do Programa Agro Amazonas para produtores rurais

Com a meta de profissionalizar mais de 1.800 produtores rurais do Amazonas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), divulga, nesta segunda-feira (17/05) o cronograma de cursos de capacitação do setor primário em 2021, sendo parte integrante do Programa Agro Amazonas e do Plano Safra 2021/2022.

Em modalidade presencial, sob coordenação do Departamento Pedagógico (Depe/Sepror), serão 17 cursos de capacitação, divididos em 77 turmas, totalizando 1.644 horas aula, voltados às cadeias produtivas animal e vegetal, produção aquícola, regularização e licenciamento ambiental, pecuária, fomento florestal, produção de látex, agricultura indígena, implantação de agroindústria, dentre outros segmentos.

As capacitações ocorrerão entre os meses de maio a dezembro, onde a meta é profissionalizar mais de 1.800 produtores rurais, atendendo 35 municípios do Amazonas.

“O Capacita Agro é uma meta do Plano Safra 2021/2022, que visa profissionalizar o setor primário. O Governador Wilson Lima tem destacado a importância de mais investimentos na educação transformadora”, destacou o secretário da Sepror, Petrucio Magalhães.

De acordo com a chefe de departamento do Depe, Eliane Craveiro, a Sepror está tomando todas as medidas cabíveis, respeitando o distanciamento entre os alunos, com uso obrigatório de máscara e álcool gel, para a realização dos cursos.

“O produtor rural que tiver interessado em participar, basta ficar atento à programação do curso que estará disponível no site da Sepror, assim como pode entrar em contato com Idam local de seu município”, explicou Craveiro.

Os cursos serão ministrados em parceria com a Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) e Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

O primeiro curso está programado para acontecer de 24 a 28 de maio, com o tema “Manejo da Produção Aquícola”, cujo objetivo é desenvolver a cadeia produtiva da aquicultura e profissionalizar piscicultores do município de Autazes (113 quilômetros de Manaus).

“No curso serão abordados os principais pontos que devem ser levados em consideração numa produção aquícola, desde a elaboração do plano de negócio, identificando as vantagens e desvantagens competitivas da atividade, passando pelo monitoramento e controle da qualidade da água e da produção, com aulas teóricas e práticas, além dos aspectos econômicos da atividade”, afirmou o engenheiro de pesca da Sepror, Andreson Amâncio, que ministrará o curso.

FOTO: Djalma Junior/Sepror

-publicidade-