As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Governo diz que salários de Policiais Civis acumularam reajustes de até 153%

Greve está marcada para quarta-feira (25)

 
Policiais Civis do Amazonas estão entre as classes de servidores que tiveram os maiores reajustes salariais no Estado nos últimos seis anos. Segudo a Secretaria Estadual de Administração e Gestão (Sead), entre 2010 e 2016, os ganhos acumulados variam entre 71% e 153%.

Neste período, o menor salário na Polícia Civil (PC), de Escrivão 4ª Classe e Investigador em início de carreira, subiu de R$ 2.641,46 para R$ 5.753,48 e o maior, do Delegado Classe Especial, de R$ 9.980,36 para R$ 20.416. Escrivão de 1ª Classe teve reajuste de 153,90%, saindo de R$ 3.058,10 para R$ 7,764,73. Peritos tiveram reajustes entre 78,53% (Perito Legista) e 100%, do Perito Criminal Classe Especial, que hoje tem salário de R$ 12,468,93.

No rankings salariais de entidades nacionais, segundo o Governo do Amazonas, como a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), atestam que a Polícia Civil do Amazonas está entre as mais bem remuneradas no Brasil. Isto ocorre porque, nos últimos seis anos, tanto a Policia Civil quanto a Militar tiveram reajustes anuais seguidos, na maioria das vezes, maiores que a inflação.

Ainda segundo o governo, entre 2012 e 2014, além da Data Base, que é corrigida com base no IPCA, os salários de policiais civis e militares foram reajustados anualmente em face do Plano de Escalonamento negociado com o Governo do Amazonas, conforme Leis n. 3.722 e 3.725, de 19 de março de 2012. As Leis do Escalonamento garantiram, até 2016 para a PM, e, até 2015 para a PC, a correção das perdas salariais com as inflações passadas. Em 2014, o Governo do Amazonas estendeu o Escalonamento da Polícia Civil, que deveria encerrar em 2015, para 2018.

Escalonamento 2017 garantido – O reajuste do escalonamento, pago sempre a partir de janeiro, foi regular até 2016 para a PC, mas, para 2017, em função da crise, a extensão do benefício ainda não pôde ser cumprida. O governador José Melo já garantiu que vai cumprir a Lei e o acordo que fez com os policiais e disse que vai começar a pagar o escalonamento em abril, com a entrada em caixa dos recursos federais provenientes da Repatriação. O pagamento será retroativo a janeiro.

As informações foram divulgadas, imediatamente depois que o Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil (Sinpol) aprovou, na noite desta quarta-feira (18), paralisação por tempo indeterminado, a partir do dia 25 de janeiro, quarta-feira da próxima semana. A ordem é parar na totalidade os serviços prestados em todos os Distritos Integrados de Polícia (DIP’s) e delegacias especializadas. Apenas situações de flagrantes vão continuar sendo atendidas.

Eles cobram o cumprimento da Lei do Escalonamento (reposição salarial anual), não foi paga em janeiro, como estava previsto.

você pode gostar também