As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Governo do AM paga mais de R$ 4 milhões a cirurgiões nesta sexta

O vice-governador e secretário-chefe da Casa Civil, Carlos Almeida, anunciou a liberação, nesta sexta-feira (9/8), do pagamento ao Instituto de Cirurgiões do Estado do Amazonas (Icea) referente ao mês de maio, no valor de R$ 4.120.859,760. Com isso, o Governo do Estado mantém normalizada a liberação dos recursos para as cooperativas médicas.

“Conseguimos resolver o problema do Icea, já nesta sexta-feira (9/8) estão sendo liberados R$ 4 milhões, fazendo com que a parcela de maio, que estava em aberto, seja contemplada. Todos os demais pagamentos, das demais cooperativas, vão ser feitos adequadamente, conforme a disponibilidade financeira, o que vem acontecendo de forma regular”, afirmou o vice-governador.

Carlos Almeida ressaltou a importância do diálogo na busca por soluções dos problemas encontrados pelo Governo. “O Governo do Amazonas tem uma preocupação muito séria com a saúde pública e mesmo com um quantitativo enorme de despesas, há uma responsabilidade muito grande da equipe da saúde em fazer um equilíbrio entre as receitas, ainda minguadas, e as despesas, ainda muito grandes”, afirmou o vice-governador.

“Mas isso se faz mediante interlocução e diálogo, como fez o deputado Dr.Gomes, membro da Comissão de Saúde da ALE, que desde a semana passada busca a interlocução para a resolução dos problemas, que não são de hoje, mas que estamos procurando debelar”, completou.

Membro da Comissão de Saúde da ALE-AM, Dr. Gomes destacou o papel da base aliada do Governo na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) nesse processo. “Eu entendo que é nosso papel, enquanto parlamentar e também como médico que sou, vendo a dificuldade financeira pela qual passa o Estado, mas também olhando a necessidade dos serviços de saúde para a população, do diálogo”, explicou o parlamentar.

O vice-governador lembrou que os pagamentos das demais cooperativas médicas estão seguindo a tramitação legal para a liberação. “O tempo médio para a resolução de um processo desse é em torno de 30 dias, então a fatura do mês de junho, que todas as demais empresas já estavam demandando, foi fechada e o processo aberto no início de julho, ou seja, o que permite o pagamento de um mês acontece pouco mais de um mês depois, um procedimento que sempre ocorreu e essa é a sistemática de pagamento, até porque estamos falando de prestadores de serviços”, explicou Carlos Almeida.

De acordo com o vice-governador, o Governo demonstra, com isso, que não está em débito com nenhuma empresa prestadora de serviços médicos. “Nossa única dificuldade financeira foi com o Icea, mas com muito esforço e responsabilidade, em especial com a interlocução dos deputados da área médica, podemos fazer a quitação. É com diálogo que se resolve as demandas”, completou.

você pode gostar também