Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Governo do Amazonas lança editais de cultura para consulta pública

Minutas estão disponíveis em cultura.am.gov.br

O Governo do Amazonas lançou três editais para consulta pública, que vão beneficiar o setor da cultura e economia criativa, afetado pela pandemia de Covid-19, e devem contemplar até mil trabalhadores. Realização de atividades artísticas de conteúdo virtual, chamadas públicas para aquisição de obras de arte e também de acervo bibliográfico de escritores amazonenses são as propostas das minutas, que estão disponíveis no Portal da Cultura (cultura.am.gov.br).

As sugestões podem ser enviadas até o dia 4 de maio, para os e-mails [email protected], referente ao edital de conteúdo virtual; [email protected], referente ao edital de aquisição de obras de arte; e [email protected], para o edital de aquisição e acervo bibliográfico.

O programa de editais faz parte do pacote de apoio à cultura e economia criativa e auxílio para trabalhadores da cultura, turismo e esporte anunciado pelo governador Wilson Lima na terça-feira (27/04).

“O setor de cultura e economia criativa foi um dos primeiros a parar por conta da pandemia. O Governo do Amazonas e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa vêm realizando ações para dar suporte a estes trabalhadores desde o início, e agora, com estes editais, teremos mais uma fonte de renda para diversos artistas e técnicos que foram prejudicados e estão em situação vulnerável”, declara o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

Conteúdo Virtual – O edital para criação de propostas de atividades artísticas de conteúdo virtual selecionará até 600 propostas. Cada proposta selecionada receberá o valor de R$ 1,9 mil. Ao todo, serão investidos R$ 1.140.000 (um milhão, cento e quarenta mil reais) na premiação.

Serão aceitas propostas de diversas linguagens artísticas, como artes visuais, artes cênicas, música, literatura, audiovisual, diversidade cultural, artes integradas e também conteúdos de ações formativas.

O conteúdo poderá ser inédito ou já ter sido publicado. Poderão participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, e jurídicas, sem emprego formal ativo. Cada proponente poderá inscrever um vídeo.

Para mais informações, basta acessar: https://bit.ly/3tX6UJ3.

Obras de Arte – O edital de seleção e aquisição de obras de arte selecionará até 250 obras de artistas amazonenses para incrementar o acervo e a reserva técnica da Pinacoteca do Estado, museus e demais equipamentos culturais do Estado. O proponente receberá um valor de R$ 2 mil caso a obra seja selecionada. No total, o edital receberá o valor de R$ 500 mil.

A seleção de obras compreende várias linguagens, como desenho, escultura, colagem, pintura, design, fotografia, gravura (litogravura, serigrafia, xilogravura, gravura em metal e congêneres), bem como derivações que contemplem diversidade de olhares e narrativas com relevância contemporânea para o Brasil e para o mundo.

O proponente poderá inscrever até duas obras, mas apenas uma poderá ser selecionada. Poderão se inscrever pessoas físicas, maiores de 18 anos, e jurídicas, que não tenham emprego formal ativo e que comprovem ter, no mínimo, três anos de atuação na área.

Para mais informações, basta acessar: https://bit.ly/3aJEwmf.

Acervo Bibliográfico – Já o edital para seleção e aquisição de acervo bibliográfico selecionará até 150 títulos de escritores amazonenses, com o objetivo de estimular a geração de renda para estes artistas e também incrementar atividades do “Programa Mania de Ler”, além do acervo das bibliotecas e salas de leitura coordenadas pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Cada escritor poderá receber até R$ 1,2 mil. O valor total do edital é de R$ 180 mil.

Serão selecionadas obras literárias e técnicas que contemplem a diversidade de gêneros textuais (Literatura Infantil, Literatura Juvenil, Literatura Regional, Cordel, HQs/Gibis/Graphic Novel, Fanzine, e Zine), no formato impresso, que propiciem o acesso à obra, múltiplos olhares, públicos de diversas faixas etárias, linguagens e narrativas com relevância contemporânea para o Amazonas, para o Brasil e para o mundo. Será vedada a inscrição de livros didáticos.

Cada proponente poderá inscrever até duas propostas de aquisição por CPF. Cada proposta só poderá conter uma única oferta de um título. Serão aceitas apenas obras finalizadas e publicadas. A chamada aceitará a inscrição de obras publicadas, reimpressas ou reeditadas nos últimos 10 anos que ainda não foram adquiridas pelo Governo do Estado.

Poderão se inscrever pessoas físicas, maiores de 18 anos, e jurídicas, que não tenham emprego formal ativo, que sejam escritores com obras impressas, publicadas com ou sem selo editorial, que comprovem ter, no mínimo, três anos de atuação na área.

Para mais informações, basta acessar: https://bit.ly/3nrl2b3.

FOTO: Michael Dantas/Secretaria de Cultura e Economia Criativa

-publicidade-