As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Governo do Amazonas, por meio da Seas, beneficia entidades de Presidente Figueiredo com cestas básicas e máscaras

Em mais uma ação de interiorização, a Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) fez nesta sexta-feira (19/06) a entrega de cestas básicas e máscaras de tecido no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Maria Eva dos Santos, em Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus). A medida visa garantir a segurança alimentar de famílias em situação de vulnerabilidade social e combater a proliferação da pandemia causada pelo novo coronavírus entre as pessoas idosas do município.

A ação itinerante teve a presença da secretária de Assistência Social, Maricília Costa, e do coordenador do Fundo Estadual de Assistência Social (Feas), Kaio Assis. Os gestores destacaram que as visitas aos municípios são orientadas pelo governador Wilson Lima, que determinou a ampliação do alcance dos projetos e programas do governo aos moradores do interior.

As cestas básicas entregues em Presidente Figueiredo foram doadas à Seas pela empresa Trivale e pela Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam), como contribuição para o combate aos impactos da pandemia na população mais vulnerável.

“Nós estamos fazendo esse evento de entrega de cestas básicas para resguardar essa população, para que fique em casa, para que a gente consiga vencer essa batalha do Covid. Essa é uma preocupação do nosso governador Wilson Lima e da nossa secretária Maricília, que a gente saia do nosso gabinete e vá ao encontro das pessoas mais carentes, dessa população menos assistida”, destacou Kaio Assis.

Segurança alimentar – Para Jefferson Almeida, integrante da Fundação de Apoio A União Faz a Força (Fauff), as cestas básicas chegam em boa hora, uma vez que, em razão da pandemia, muitos moradores do município estão necessitando de suporte para garantir a segurança alimentar.

“A Fauff é uma fundação que vem há seis anos trabalhando com o povo mais carente de Presidente Figueiredo, e com relação à ajuda que a gente está tendo hoje com cestas básicas, a gente só tem a agradecer ao governo. A gente é que acompanha de perto a vida dessas pessoas, a gente vê que as pessoas estão padecendo mesmo, estão precisando, e veio em boa hora essa ajuda”, disse Jefferson.

Idosos – Outra entidade beneficiada pelo Governo do Amazonas foi a Associação de Idosos de Presidente Figueiredo. Sua dirigente, Clemilda Alencar, explica que a entidade foi criada com o objetivo de incentivar a prática de atividades físicas para envelhescentes e idosos da cidade. O movimento ganhou força com a inclusão de uma professora de Educação Física, que estimulou a entrada de mais pessoas. Hoje, a associação reúne 34 integrantes a partir dos 45 anos.

Clemilda conta que a pandemia colocou uma responsabilidade a mais para os idosos, porque muitos familiares tiram seu sustento da atividade informal, e os idosos, com seus ganhos, ficam responsáveis pela sobrevivência das famílias. Por isso as cestas básicas representam um importante ganho.

“A ajuda do Governo é uma coisa muito boa porque a gente tem muitas senhoras que têm necessidades e hoje trabalham por conta. E os idosos, a maioria vive com seu único salário, que ajuda ainda seus netos e familiares. E essa ajuda foi de bom tamanho, na hora certa”, enfatizou Clemilda.

FOTO: Miguel Almeida/Seas