Governo do Amazonas vai apoiar comercialização de produtores orgânicos

A Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), juntamente com a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), receberam, nesta terça-feira (20/07), representantes de sete associações de produtores rurais, para debater e ampliar a comercialização de produtos orgânicos da agricultura familiar no Amazonas.

Um dos pontos discutidos na reunião foi a comercialização do mel no Estado. O secretário da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior, ressaltou a importância de unir forças com os representantes para buscar novos canais de comercialização junto ao Sistema Sepror.

“De forma inédita o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) comprou mel de produtores rurais de Boa Vista do Ramos e doou para pessoas em vulnerabilidade social. E agora vamos apoiar a feira exclusiva de produtos orgânicos, isso vai garantir uma identidade para o consumidor que busca produtos certificados e saudáveis”, afirmou

A presidente da ADS, Michelle Bessa, colocou a Agência à disposição para apoiar a cadeia de produção orgânica. “Estamos integrados e prontos a atender os produtores orgânicos do Amazonas, o local, o dia e o horário da feira de orgânicos será de acordo com o que vocês decidirem”, pontuou Michelle.

Segundo a Agência de Defesa Agropecuário e Florestal (Adaf), para trabalhar a comercialização de forma sanitária, os produtores têm que estar regularizados, com o cadastro atualizado junto ao o órgão, com isso, o produtor poderá comercializar para todo o estado, abrindo o mercado e agregando valor ao produto.

De acordo com o coordenador da Rede de Meliponicultura (Redem), Sydnei Dantas, de Itacoatiara, que também representa outras localidades do município, a ideia é criar um espaço físico com a imagem do produto orgânico, com a parceria do Sistema Sepror.

“O secretário da Sepror junto com a presidente da ADS, Michelle Bessa, propôs oportunidades nas feiras da ADS. Foi bastante promissora a reunião, e somando forças, a sociedade vai receber produtos de excelência e qualidade”, finalizou.

Também participaram da reunião, a Associação para Certificação Orgânico (Opac), Associação de Produtores Orgânico (Apoam), Associação de Produtores Orgânicos de Iranduba (Apoi), Associação Renascer, Associação São Francisco, Associação dos Criadores de Abelha do Amazonas (Acam) e representantes e agricultores familiares dos municípios de Iranduba, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Presidente Figueiredo e Careiro da Várzea.

FOTO: Divulgação/Sepror