Miriam Belchior
Miriam Belchior

Ex-ministra do Planejamento de Dilma vai para a vaga de Jorge Hereda. Nomeação foi publicada nesta segunda (23) no ‘Diário Oficial da União’.O governo publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira (23) a ida da ex-ministra do Planejamento Miriam Belchior para a presidência da Caixa Econômica Federal. A nomeação de Belchior para o cargo já havia sido anunciada.

A nova presidente do banco ocupará a vaga de Jorge Hereda, que teve a exoneração também publicada no “DOU”.

Belchior comandou o Planejamento durante todo o primeiro mandato de Dilma e é tida como uma gestora de confiança da presidente.

Abertura de capital
No comando da Caixa Econômica Federal, a ex-ministra poderá ser a responsável por comandar o processo de abertura de capital da instituição financeira – ou seja, o banco passará a ter ações negociadas na Bolsa de Valores.

A informação da abertura de capital da Caixa foi dada no fim do ano passado pela presidente Dilma Rousseff. Na ocasião, ela havia dito que esse processo ainda iria demorar.

Antes de ser ministra, cargo que assumiu em 2011, quando se emocionou, Miriam foi coordenadora do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), cuja gestão passou para o Planejamento. Ela era secretária-executiva do PAC, quando substituiu na função a presidente eleita, Dilma Rousseff, que coordenava o programa na condição de ministra da Casa Civil.

Vida política e formação
Oriunda dos movimentos sociais, Miriam Belchior iniciou a vida política no ABC paulista. Engenheira de alimentos, formada pela Universidade de Campinas (Unicamp), ela se tornou mestre em Administração Pública e Governamental pela Fundação Getulio Vargas (FGV), de São Paulo, com a  dissertação “A Aplicação do Planejamento Estratégico Situacional em Governos Locais: Possibilidades e Limites – os casos de Santo André e São José dos Campos”.

Miriam Belchior, após comandar o Planejamento vai para a Caixa Econômica (Foto: Reprodução GloboNews)
Miriam Belchior, após comandar o
Planejamento vai para a Caixa Econômica
(Foto: Reprodução GloboNews)

Entre 2001 e 2008, foi professora da Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento de Administração, Contabilidade e Economia (Fundace), ligada à Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP), em Ribeirão Preto. Entre 1999 e 2002, lecionou na Universidade São Marcos, em São Paulo.

Miriam foi casada por dez anos com o ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em 2002, após ter sido sequestrado em 18 de janeiro daquele ano. Os dois já estavam separados quando aconteceu o crime.

De janeiro de 1997 a dezembro de 2000, ela foi secretária de Administração e Modernização Administrativa da Prefeitura de Santo André, e, de janeiro de 2001 a novembro de 2002, secretária municipal de Inclusão Social e Habitação.

Na Prefeitura de Santo André, coordenou ainda o Programa de Modernização Administrativa, selecionado como uma das 100 melhores práticas públicas do mundo pela ONU em 2000.

Do G1, em Brasília