As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Grupo de percussão musical Curumim na Lata realiza apresentação pela internet

As atividades do Centro Municipal Arte Cultura (Cmae) Aníbal Beça, da Prefeitura de Manaus, localizado no bairro São José Operário, zona Leste, continuam, mesmo com o isolamento social. Por meio de aplicativos de conversa, estudantes e professores mantiveram contato, realizando pesquisas sonoras com materiais encontrados nas casas dos alunos. O resultado de um desses estudos foi a apresentação da música “Amazonas moreno”, do grupo Raízes Caboclas, via Google Meet, onde cada integrante do grupo de percussão musical Curumim na Lata participou diretamente de suas residências.

Este ano o grupo Curumim na Lata – projeto da Secretaria Municipal de Educação (Semed), desenvolvido no Cmae Aníbal Beça – completa 18 anos, e conta aproximadamente com cem estudantes. O diferencial da banda é que a maioria dos instrumentos utilizados pelo grupo é produzido com materiais recicláveis. Pedaços de latas, madeiras, partes de mesa de passar roupa, cafeteira, papelão estão entre os produtos utilizados na confecção dos objetos de percussão.

De acordo com o professor do grupo, Carlos Valdez, a diferença nos dias atuais é que, mesmo à distância, os estudantes continuam suas pesquisas, com materiais que encontram em suas casas, e acabam influenciando as famílias a participar.

“A resposta que temos visível é a integração e o interesse. De casa, eles estão empolgados, coletando material, envolvendo as famílias. Há, inclusive, o resgate de outros alunos que estavam afastados”, comemora o professor.

Um dos percussionistas que participou da apresentação foi Halyson de Souza Pereira, que integra o grupo há 4 anos. Ele conta que no início achou estranho porque estava acostumado a ter essas aulas no Cmae, com o auxílio do professor Valdez. “As aulas à distância acabaram sendo uma novidade para nós alunos, mas cada aluno está praticando em sua casa, por meio dos conteúdos que o professor está nos passando”, relata.

Halyson conta que tem realizado as atividades por meio dos materiais de percussão que ele já tem em casa. “O professor passa as atividades e fazemos a nossa aula prática. Em seguida, mandamos para que ele nos avalie à distância e aponta onde temos que melhorar”, completa.

A próxima atividade que o grupo realizará será voltada à festa de boi-bumbá e os estudos já iniciam no mês de junho. A apresentação final será com a música “Vermelho”, do bumbá Garantido.

Texto – Alexandre Abreu / Semed

Foto – Divulgação / Semed