Haddad se encontra com catadores e defende substituição de lixões por aterros sanitários

O candidato do PT Fernando Haddad visitou uma cooperativa de catadores em São Paulo nesta segunda-feira (22) e defendeu que os lixões devem ser substituídos por aterros sanitários. Segundo o petista, dessa forma, o solo é impermeabilizado, tratado e monitorado constantemente e evita ao máximo qualquer tipo de poluição e gases tóxicos.

Apesar de em 2010 ter sido sancionada a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que estipulava o prazo de quatro anos para a substituição dos lixões a céu aberto, Haddad afirma que “nem toda cidade está conseguindo cumprir a lei que prevê a instalação de aterros sanitários”. Acrescentou que “a economia circular é o caminho para o reaproveitamento desse material sustentável do ponto de vista ecológico” e que é possível expandir a experiência de São Paulo para todo o país “com estímulos federais para a aquisição de novos equipamentos”.

No encontro, o candidato assinou ainda um compromisso com 13 propostas feitas pela categoria, como incentivar as prefeituras a implantarem a coleta seletiva, e ressaltou que a tecnologia pode ajudar os trabalhadores na reciclagem.

Reportagem, Karol Marra

Eleições2018