Amazonas Notícias

Helicóptero desaparecido no Pará é do mesmo modelo da aeronave que caiu no litoral de SP

Ambos não tinham permissão para realizar serviço de taxi-aéreo

Uma aeronave com um servidor público a bordo está desaparecido no Pará desde segunda-feira (19). Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), se trata de um helicóptero do modelo R-44, de matrícula PT-BLZ.

Segundo os registros da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a aeronave desaparecida no Pará não tem permissão para realizar serviços de táxi-aéreo. Em janeiro de 2024, a Força Aérea Brasileira (FAB) ficou 12 dias procurando por uma aeronave do mesmo modelo, um helicóptero R-44, de matrícula PR-HDB, que também não tinha permissão para realizar o serviço de táxi-aéreo.

Segundo o site da Aviation Safety Network (ASN), que fornece dados sobre acidentes aéreos em todo o mundo, 1460 ocorrências já foram registradas no banco de dados do site envolvendo helicópteros do modelo R-44. O site ainda computa 674 vítimas em todo o mundo, desde o primeiro voo registrado desse modelo, em 1990.

Só no Brasil, segundo o site, foram registadas 123 ocorrências envolvendo helicópteros do modelo R-44 e 69 vítimas.

Em março de 2023, uma aeronave do mesmo modelo caiu na Barra Funda, zona oeste da cidade de São Paulo, e deixou quatro mortos. O helicóptero modelo R-44 tinha situação regular na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e realizava táxi-aéreo.

O que se sabe sobre o helicóptero desaparecido no Pará:

De acordo com informações apuradas pela FAB, a aeronave decolou de um local próximo ao município de Tucuruí (PA) na segunda-feira (19) e não chegou ao seu destino. O SALVAERO Amazônico foi acionado apenas na terça-feira (20). Uma a aeronave da FAB P-95 Bandeirulha auxilia nas buscas na região.

A Polícia Rodoviária Federal também atua nas buscas, com equipes terrestres e uma aeronave modelo Bell 407, trabalho feito em conjunto com equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Na terça (20), as buscas foram interrompidas por voltas das 16h30 devido às condições climáticas, o trabalho retomou na manhã de quarta-feira (21).

As equipes atuam em Porto Novo, na cidade de Jancundá, a cerca de 450km da capital Belém, no estado do Pará. O local é onde populares afirmaram ter avistado a aeronave.

Segundo a PRF, a aeronave era tripulada pelo piloto e empresário, Josimar Éneas da Costa e os passageiros Nildo Ferreira e Abílio Manoel Figueiredo Medeiros, funcionário do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Relembre o caso do helicóptero desaparecido em São Paulo:

No dia 31 de dezembro de 2023, um domingo, o helicóptero R-44 de prefixo PR-HDB decolou do aeroporto Campo de Marte, na cidade de São Paulo, com destino a Ilhabela, no litoral norte do estado.

No dia, havia muita neblina e o piloto teria tentado retornar a São Paulo. Antes, a aeronave fez um pouso de emergência.

O piloto do helicóptero, Cassiano Tete Teodoro, entrou em contato com o proprietário do heliponto onde faria o pouso, e disse que estava com dificuldades para cruzar a serra por causa do excesso de nuvens.

Além do piloto Cassiano, 44 anos, estavam a bordo o empresário Raphael Torres, 41, a comerciante Luciana Rodzewics, 46, e a filha dela, Letícia, 20.

As quatro pessoas morreram, a aeronave foi encontrada em uma área de mata de Paraibuna (SP) 12 dias depois, na sexta-feira, 12 de janeiro.

Fonte; cnn brasil

Relacioandos