Homem é indiciado por homicídio ocorrido no bairro Alvorada 1

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) cumpriu mandado de prisão preventiva por homicídio, em nome de Williams Silva de Oliveira, 29, conhecido como “Foca”, envolvido no assassinato em forma de execução de Geison Souza dos Passos, ocorrido na noite do dia 7 de outubro deste ano, no bairro Alvorada 1, zona centro-oeste de Manaus. A vítima tinha 29 anos de idade.

De acordo com o delegado Orlando Amaral, ao longo das diligências em torno do caso, os policiais civis identificaram que Williams e mais três infratores foram responsáveis pela morte de Geison, ocorrida em frente à casa da mãe da vítima, situada na rua Roquete Pinto, comunidade Ouro Verde. O infrator foi preso em flagrante na manhã de segunda-feira (15/10), na rua Krakatoa, naquela mesma região, por servidores lotados no 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP), por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Com ele os policiais apreenderam um revólver calibre 32 com numeração suprimida e seis munições do mesmo calibre.

A ordem judicial em nome do infrator, por homicídio, foi expedida nesta terça-feira (16/10), no Plantão Criminal. O titular da DEHS relatou, durante a coletiva de imprensa, que no dia do delito os infratores chegaram na casa da mãe de Geison em um carro da montadora Hyundai, modelo HB20, de cor branca, e efetuaram disparos de arma de fogo em direção à vítima, que estava bebendo no local. Geison chegou a ser socorrido e levado até o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) no bairro Alvorada, onde veio a óbito. “Durante a ação criminosa, dois infratores desceram do veículo e efetuaram os disparos. Williams foi reconhecido por testemunhas como um deles. Os familiares da vítima presenciaram o crime e identificaram dois elementos a partir de fotografias. Em razão disso, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome deles. As investigações em torno do caso seguem em andamento, até conseguirmos identificar os outros dois envolvidos e prendê-los”, explicou Amaral.

A autoridade policial informou, ainda, que a motivação do crime, segundo a família da vítima, seria uma discussão relacionada a times de futebol. Na delegacia, em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi verificado que Williams já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas, roubo e furto. Geison respondia por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele também cometeu um homicídio quando era adolescente.
Indiciamento – Williams foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), situado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174 (Manaus – Boa Vista), onde ficará à disposição da Justiça.

FOTO: ERLON RODRIGUES/ASSIMP-PC-AM