Amazonas Notícias

Homem é preso acusado de estuprar a própria irmã no Amazonas

A adolescente contou que o crime sexual começou quando ela tinha cinco anos e o indivíduo tinha 11

A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), deflagrou, na quarta-feira (30/08), por volta das 15h, operação policial e prendeu, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, um homem, 23, por estupro da própria irmã, 17. A prisão ocorreu na rua Ivailândia, bairro Coroado, zona leste.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, a vítima contou que, no dia 12 de agosto deste ano, por volta das 20h, estava sozinha em casa quando o indivíduo invadiu a sua residência e cometeu uma série de crimes contra ela, que estava no período puerpério depois dar à luz .

“Ela contou que ele a estuprou, e agrediu, proferiu xingamentos contra ela e ordenou a ela se ajoelhar e pedir perdão por ser a ovelha negra da família, pois ele não aceitava o nascimento dela e queria ter sido o último filho do pai de ambos”, disse.

Conforme a delegada, após o ocorrido, a vítima foi à uma unidade hospitalar para receber atendimento médico e, em seguida, veio à delegacia, bastante debilitada, e registrou a ocorrência contra o autor.

“Ela relatou, ainda, que os estupros começaram quando ela tinha cinco anos e o indivíduo tinha 11, e ocorreram até os 12 anos da vítima. Além disso, ela contou que o pai de ambos chegou a presenciar uma das agressões, no entanto, ele não acreditou e não denunciou o suspeito, apenas o expulsou de casa”, falou.

Um Inquérito Policial (IP) foi instaurado para investigar a omissão do pai e, caso seja comprovado, ele será indiciado pelo mesmo crime que o suspeito.

Denúncias de violência

A PC-AM destaca que denúncias de crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes, devem ser efetuadas pelos números (92) 99115-1284, disque-denúncia da Depca, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). “A identidade do informante será preservada”, garantiu a delegada.

Procedimentos

O indivíduo responderá por estupro e ficará à disposição da Justiça.

FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM.

Relacioandos