Comparsa que é aposentado por invalidez está foragido

Agentes do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP) prenderam em flagrante de William Lima de Oliveira, 20, por tráfico de drogas e receptação qualificada. O acusado foi capturado durante ação conjunta envolvendo a equipe de investigação do 3º DIP e policiais militares da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). A ação foi deflagrada na tarde de terça-feira (31), por volta das 16h30, na Rua Lambari, bairro Petrópolis, zona Sul da capital.

De acordo com delegado Marcelo Martins, titular da unidade policial, a investigação em torno do caso teve início após o recebimento de denúncia anônima, por meio do número 190. De acordo com a delação, William e um comparsa, identificado como Diego Soares, estavam comercializando entorpecentes. Na denúncia também foi informado que televisores estavam sendo transportados para dentro da residência de Diego, localizada na Rua Lambari.

Diego Soares que é aposentado por invalidez está foragido

Segundo o titular do 3° DIP, o comparsa de William fugiu do imóvel ao notar a presença dos policias. William foi localizado no quarto da residência. “Durante revista no lugar, foram apreendidas duas pedras grandes de oxi, um cordão e uma medalha dourados, sete televisores, um aparelho de som, e uma motocicleta registrada em nome de Diego”, ressaltou.

No local também foi apreendido um veículo da montadora Renault, modelo Logan, de cor prata e placas AZB-9456, pertencente a uma locadora de veículos. “Verificamos que o carro estava alugado desde novembro de 2016 para uma pessoa cujo o nome não pode ser divulgado para não atrapalhar as investigações. O automóvel foi encontrado em frente à casa de Diego e, segundo as denúncias, o veículo era utilizado para transportar os objetos roubados”, complementou Marcelo Martins.

Conforme Martins, Diego foi liberado do sistema penitenciário há 11 dias, onde cumpria pena por receptação. O infrator é aposentado por invalidez pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e recebe uma aposentadoria no valor de um salário mínimo. O delegado destacou, ainda, que Diego ostenta um estilo de vida incompatível para uma pessoa que não trabalha e que vive de uma aposentadoria.

Em termo de declaração, William informou que é amigo de Diego e que não sabe nada sobre procedência dos objetos apreendidos. Ele foi atuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação qualificada. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, o transgressor será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona Sul da capital.