Davi Castro de OliveiraA Polícia Civil do Amazonas, por meio de policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), registrou e autuou em flagrante, na tarde da última segunda-feira, 16, Sandro Souza Filgueira, 25, por envolvimento no homicídio de Davi Castro de Oliveira, 29, ocorrido na madrugada do mesmo dia, na Travessa Meireles, Bairro Redenção, zona Centro-Oeste.

Sandro foi preso por policiais militares da 17ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), ainda na tarde da última segunda-feira, enquanto se escondia na casa de amigos, na rua Guajará, bairro Redenção. Os policiais teriam recebido denúncia anônima informando que no endereço havia um procurado da polícia. No local, constataram a veracidade da denúncia e conduziram Sandro à especializada.

De acordo com a delegada adjunta da DEHS, Juliana Viga, na ocasião do crime, Davi, Sandro e mais o irmão deste, Anderson Souza Filgueira, teriam discutido, possivelmente, por causa de uma mulher que estava acompanhando a vítima, e que teria chamado a atenção de Anderson.

“Sandro e Anderson esperaram o momento em que a vítima ficou sozinha e a agrediram com socos, chutes e acertaram a cabeça de Davi com um vaso de plantas. Não satisfeitos, mesmo vendo que o jovem já estava inconsciente, continuaram a agressão.” detalhou a autoridade policial.

Na ocasião, o irmão da vítima, Jonas Castro de Oliveira, apareceu no local do crime, tentando socorrer Davi, mas também foi agredido pelos irmãos. Davi veio a óbito no local e os autores do crime evadiram-se do lugar.

Ainda de acordo com a delegada adjunta, Sandro já tem passagem pela polícia por porte de drogas para consumo, lesão corporal, duas ameaças e vias de fato, todos registrados entre 2013 e 2014. Os crimes eram praticados contra vítimas do sexo feminino, supostamente namoradas do preso.

A Polícia Civil continuará investigando o caso afim de localizar e prender o segundo autor do crime, Anderson.

Sandro foi autuado por homicídio (Art. 121 do Código Penal Brasileiro) e ao término dos procedimentos deverá ser encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerá à disposição da justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here