Investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prenderam na manhã desta terça-feira (29), Micchael Silva de Souza, de anos 27, acusado de participar de dois homicídios ocorridos em junho de 2018, no bairro São José Operário, zona leste de Manaus.

O delegado Paulo Martins, titular da DEHS, acompanhado do delegado adjunto da especializada, Charles Araújo, falou na manhã desta terça-feira (29/1), durante coletiva de imprensa, sobre o cumprimento de mandado de prisão temporária em nome do acusado.

De acordo com a autoridade policial, o primeiro crime ocorreu no dia 18 de junho do ano passado, quando o infrator efetuou cinco disparos de arma de fogo em Victor Hugo Neuta de Carvalho, que tinha 24 anos. Na ocasião, o jovem estava em um lanche situado na rua Mogi das Cruzes, bairro São José Operário, quando foi abordado e perseguido pelo infrator. Após executar Victor, o infrator ainda subtraiu o aparelho celular da vítima.

Conforme Martins, no dia 20 daquele mesmo mês, Jonathan Cristhyan Moreira Alves estava jogando baralho com amigos na rua Iranduba, naquele mesmo bairro, quando um carro, não identificado, chegou ao local e os ocupantes do veículo, dentre eles Micchael, alvejaram o rapaz, que tinha a mesma idade da primeira vítima. Jonathan ainda chegou a ser socorrido. Ele foi encaminhado ao Hospital e Pronto- Socorro Doutor João Lúcio Pereira Machado, na zona leste, onde foi a óbito.

“Após realizarmos diligências, efetuamos a prisão de Micchael no dia 19 de janeiro deste ano, na avenida Buriti, primeira etapa do bairro Distrito Industrial, zona sul da capital. Em depoimento, ele confessou participação nos dois homicídios. O infrator alegou ter recebido ordens para matar os jovens. Nossas equipes continuam as investigações até chegarmos aos outros infratores envolvidos no homicídio do Jonathan”, enfatizou o titular da DEHS.

“Durante as investigações, descobrimos que o infrator é integrante de uma organização criminosa e as vítimas seriam de um grupo rival. Essas mortes estão relacionadas a uma guerra entre essas organizações e o grupo ao qual o infrator preso pertence é de alta periculosidade”, disse Araújo.

O mandado de prisão temporária em nome de Micchael por participação no homicídio de Jonathan foi expedido pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri. Já a ordem judicial pelo envolvimento do infrator na morte de Victor Hugo foi deferida pelo juiz George Hamilton Lins Barroso, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Indiciamento – O infrator foi indiciado por dois homicídios qualificados. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, Micchael será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverá ficar à disposição da Justiça.

FOTO: Alailson Santos /Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here