Homem que matou a companheira é preso e autuado em flagrante por feminicídio

O delegado Bruno Fraga, titular do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e sua equipe prendeu em flagrante do ajudante de pedreiro Robson Nascimento da Silva, 24, por femincídio. O jovem é o autor da morte da companheira dele, identificada como Jociquele Araujo Pereira. A vítima, que tinha 28 anos, estava grávida de aproximadamente 12 semanas.

O titular do 26º DIP informou que o crime ocorreu na noite da última quarta-feira (10/10), por volta das 19h, na casa que o casal morava, situada na Comunidade Acara, bairro Lago Azul, zona norte da capital. Na ocasião do delito, a vítima foi atingida com um tiro que atingiu o tórax dela. Jociquele ainda foi socorrida e levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, conhecido como SPA do Galiléia, porém não resistiu ao ferimento e morreu na unidade hospitalar.

Prisão – Bruno Fraga informou que o infrator foi preso na manhã de quinta-feira (11/10), por volta das 10h30, por policiais militares lotados na 12ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) em uma casa na comunidade Mundo Novo, zona norte, fronteira com a zona centro-sul da capital, após receberem uma denúncia efetuada por meio do número 190. “Após o crime, ocorrido no bairro Lago Azul, Robson fugiu para a comunidade Mundo Novo. Após a notícia do delito, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima e empreendeu as diligências no sentido de prender o infrator. As equipes da 12ª Cicom lograram êxito na prisão de Robson em uma casa naquela área da cidade”, disse.

Depoimento – Conduzido ao 26º DIP, Robson confessou a autoria do crime e relatou, em depoimento na unidade policial, que ele e a companheira discutiam com frequência e, durante uma dessas brigas, ele estava com uma arma de fogo na mão e acabou efetuando um disparo que atingiu o tórax da vítima.

“Ele apresentou versões desconexas com relação ao delito. Segundo Robson ele a companheira tiveram uma discussão e, após a vítima ter saído do banheiro, ela teria empurrado a porta em direção dele que acabou disparando um tiro na vítima. O infrator não conseguiu justificar o porquê e como essa arma estava na mão dele. Após o crime ele se desfez da arma. As investigações em torno do caso irão continuar para conseguirmos localizar essa arma”, explicou o titular do 26º DIP.

Flagrante – O delegado ressaltou que Robson foi autuado em flagrante por feminicídio, com aumento de pena porque a vítima estava grávida. O infrator foi levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

FOTO: LANA HONORATO /ASSIMP PC-AM