Homem que seria membro de facção criminosa e acusado de matar duas mulher e um jovem é preso na Cidade Nova

Laerte Maciel Lopes Júnior, 33, conhecido como “Catatau”

O delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), apresentou na manhã desta terça-feira (30/10), durante coletiva de imprensa, no prédio da unidade policial, Laerte Maciel Lopes Júnior, 33, conhecido como “Catatau”. Ele foi preso em flagrante com uma pistola 380, com a numeração raspara e munições.

De acordo com o titular da Derfv, o infrator estava sendo investigado pela polícia por integrar uma organização criminosa envolvida em homicídios, tráfico de drogas e adulteração de sinais identificadores de veículos roubados ou furtados na capital. “Catatau” foi preso na tarde de segunda-feira (29/10), por volta das 15h, na avenida Noel Nutels, bairro Cidade Nova, zona norte, durante uma ação policial realizada pelas equipes da Derfv e 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Arma encontrada com o acusado

“Esse elemento é um velho conhecido da Polícia Civil. Durante nossas investigações, identificamos que ele exercia a prática de clonagem e adulteração de veículos, que eram levados com drogas a municípios do Estado. Constatamos, também, que ele abastecia, com substâncias ilícitas, áreas de comercialização de drogas no bairro Flores, zona centro-sul da cidade. Por isso, iniciamos nossas diligências em conjunto com o 12° DIP”, explicou Túlio.

Conforme a autoridade policial, no momento da prisão de Laerte, as equipes da Derfv e 12° DIP encontraram uma pistola 380, com a numeração suprimida e 25 munições, além de dois veículos que serão submetidos a análise pericial, a fim de averiguarmos se existe ou não adulteração de sinais identificadores.

*Passagem * – O delegado Cícero Túlio destacou que “Catatau” já responde pelo homicídio de Sâmia Sabrina Gomes Gonçalves, encontrada asfixiada no dia 16 de abril de 2009, no bairro Tarumã, zona oeste da capital, e também pelos homicídios de Conceição de Oliveira Medeiros e do filho dela, Vitor Hugo de Oliveira Medeiros, ocorridos em 2012, no bairro São Francisco, zona sul.

“Além desses crimes, Laerte já responde também por roubo majorado e tráfico de drogas. O infrator estava em liberdade provisória, sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. Nossas investigações irão continuar para identificar e prender as demais pessoas envolvidas na organização criminosa a qual Laerte faz parte”, argumentou Túlio.

Laerte foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Ao término dos procedimentos cabíveis na Derfv, o infrator será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

FOTOS: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.