Take a fresh look at your lifestyle.

Hospital nega morte de médico que fez o primeiro alerta sobre o coronavírus

-publicidade-

O Hospital Central de Wuhan, na China, informou por meio de post na rede social Weibo, no início da tarde desta quinta-feira (6) que o médico Li Wenliang não morreu, mas continua internado “em estado crítico”.

A morte dele havia sido anunciada pela rede estatal chinesa CGTN, que depois apagou o post. A falsa informação foi repercutida por veículos como a CNN e entidades como a Organização Mundial da Saúde.

Li Wenliang, que é oftalmologista, tornou-se conhecido por ter feito um alerta, em dezembro do ano passado, sobre o surgimento de uma doença “semelhante à Sars”, o novo coronavírus. Por Gazeta Brasil

-publicidade-