Amazonas Notícias

Idam e Instituto Mamirauá reúnem pescadores de Maraã e Uarini para discutir manejo do pirarucu em áreas de reserva

Mais de 500 pescadores participaram das atividades

Com o objetivo de fortalecer o manejo do pirarucu nas áreas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã, a unidade local do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) em Tefé e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM) realizaram uma série de reuniões em 11 localidades dos municípios de Maraã e Uarini (distantes respectivamente a 634 e 565 quilômetros de Manaus), que desenvolvem o manejo dos recursos pesqueiros.

As atividades, que foram finalizadas na última semana, reuniram mais de 500 pescadores. A equipe de técnicos do IDSM realizou avaliações do manejo do pirarucu, que envolvem os critérios de organização coletiva, obediência às normas, zoneamento, vigilância, contagem, capacidade de pesca, monitoramento do pescado, comercialização, divisão de benefícios e avaliação anual.

Já o Idam esclareceu as dúvidas dos pescadores sobre as políticas públicas voltadas ao setor, a exemplo do Cartão do Produtor Primário (CPP), Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), crédito rural e a assistência técnica na questão organizacional.

“O Idam já deu início ao planejamento das ações para 2022. A meta é retornar nessas áreas de manejo para realizar a emissão do CPP para pescador manejador; DAP física e jurídica; orientações de acesso ao crédito rural para pescador e assessorar as organizações a participar de políticas públicas” , destacou Maria Oliveira, engenheira de pesca do Idam.

O pescador Moacyr de Araújo, da comunidade Bom Jardim, que participa do Acordo de Pesca do Paraná do Jacaré, setor Capivara, destaca a importância da presença do poder público no município.

“As informações repassadas pelo Idam sobre o cartão do produtor e a DAP foram de grande importância. Agora sabemos com mais clareza sobre os benefícios que podemos acessar através desses documentos. Além disso, o Idam vai nos ajudar no processo de criação de uma associação que irá nos representar juridicamente nas atividades de manejo”, destacou Moacyr.

Áreas de manejo – As reuniões foram realizadas em áreas que compreendem os setores Mamirauá (Comunidade Jurupari), Jarauá, Aranapu, Caruara, Joacaca, Coraci, Paraná do Amanã, Capivara, São José, Colônia de Pescadores Z-32 de Maraã e sede da Associação de Pescadores de Maraã (Aspem).

FOTO: Divulgação/Idam

Relacioandos