Take a fresh look at your lifestyle.

Idam lança projetos prioritários em Manacapuru e incentiva produção rural

-publicidade-

Em todo o estado, são 21 cadeias produtivas que receberão apoio prioritário da atual gestão

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) realizou, na quinta-feira (12/09), o lançamento de nove Projetos Prioritários direcionados a agricultura, setor florestal, agroecologia, pesca e piscicultura para o município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). Esses projetos visam incentivar o aumento da produção e produtividade por meio de assistência técnica qualificada, adoção de tecnologias e acesso ao crédito rural. O evento aconteceu na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em Manacapuru.

Os projetos foram definidos conforme atividades que são destaque na região, como a pesca e piscicultura, avicultura, madeira manejada, agroecologia e cultivos de mandioca, banana e fibras. Já a produção de citrus foi a cadeia produtiva selecionada para o Distrito de Vila Rica de Caviana. A localidade possui mais de 120 produtores de citrus.

O secretário de Produção Rural, Petrucio Magalhães, destacou a importância do trabalho integrado e do acesso a tecnologias. “Manacapuru é um grande polo de produção da agricultura familiar e precisa ter escoamento e acesso às compras governamentais. Mas temos que ir além, precisamos investir em agroindústria, buscar outros mercados, integrar a pesquisa, o ensino, a extensão e o produtor. Temos que estar juntos e unir forças para transformação do setor agropecuário”, destacou o secretário.

De acordo com a diretora-presidente do Idam, Eda Oliva, a ideia é mostrar como será desenvolvido o serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) em parceria com o Sistema Sepror para os beneficiários dos projetos.

“Estamos executando a primeira meta de cada projeto prioritário, que é exatamente essa divulgação direta com os agricultores, produtores e associações. Os beneficiários precisam saber quais os projetos, como irão funcionar, qual o técnico responsável no município e qual o período de duração”, explicou Eda.

O lançamento dos projetos ocorrerá também em outros municípios como Iranduba e Itacoatiara ainda esse mês. A meta é atender mais de 30 mil agricultores familiares e produtores rurais até 2022 em todo o estado com assistência técnica qualificada e continuada.

Participaram também do lançamento em Manacapuru, o diretor técnico do Idam, José Milton Barbosa; o gerente do Idam em Manacapuru, Romualdo Figueiredo; equipe técnica do Idam dos municípios de Iranduba, Anamã, Novo Airão, Careiro, Nova Olinda do Norte, Beruri e coordenadores dos projetos; o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Henrique; secretário de produção do município, Nailson Ferreira; a representante da Câmara Municipal, vereadora Isabel Marinho; a coordenadora do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Alciane Paiva; o gerente do Banco da Amazônia em Manacapuru, Luiz Alberto; e lideranças de agricultores.

Projetos – Durante o evento, três cadeias produtivas (banana, madeira manejada, e pesca e piscicultura) foram explanadas pelos coordenadores dos projetos, o engenheiro agrônomo Geraldo Conceição, a engenheira florestal Cristina Zulma e o engenheiro de pesca Alfeu Ferraz. Para a madeira manejada, por exemplo, a meta é aumentar a produção de madeira legalizada no estado, que hoje registra 7.805 m³ para 26.537 m³ até 2022.

“A madeira manejada é uma prioridade para que possamos fazer plano de manejo para abastecer o polo de Manacapuru e Manaus. Queremos trabalhar na legalidade, e a nossa perspectiva é que com esses projetos prioritários seja possível trazer melhorias para o setor”, disse a presidente da Associação do Polo Madeireiro e Moveleiro de Manacapuru (Apomam), Olinda Rodrigues.

Visita Técnica – Na ocasião, uma comitiva do Idam visitou a fábrica de laticínio do produtor Baltazar Rosa, 64 anos, localizada no Km 85 da rodovia AM-070, em Manacapuru.

O produtor, que trabalha com a pecuária de leite há mais de 20 anos, é assistido pelo Idam e já conseguiu, por meio de financiamento da Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), implantar a estrutura para beneficiamento de leite.

No local, os principais derivados do leite fabricados são queijos brancos, iogurte e manteiga a partir de matéria-prima inspecionada e pasteurizada.

Outros municípios – Em Lábrea, a divulgação dos Projetos Prioritários reuniu mais de 200 pessoas, entre agricultores, extrativistas e pescadores na quinta-feira (12/09), no auditório da Prefeitura. Para o município serão trabalhadas sete cadeias produtivas (mandioca, pesca artesanal e manejada, açaí, óleos vegetais, borracha, castanha-do-brasil, feijão e milho).

Participaram do evento o gerente do Idam em Lábrea, Carlos Pantoja; equipe técnica do Idam local; o presidente da Câmara dos Vereadores, Regifran Amâncio; o vice-prefeito Mabi Canizo; e representantes de secretarias locais, associações e colônia de pescadores.

FOTO: Divulgação/Idam e Emerson Martins (Sepror)

-publicidade-