Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Idam realiza oficina sobre Análise de Conjuntura e Planejamento da Regularização Agroambiental em Manacapuru

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) em parceria com o Governo da Alemanha, por meio da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), realiza, nesta quinta-feira (10/12) e sexta-feira (11/12), oficina sobre Análise de Conjuntura e Planejamento em Regularização Agroambiental em Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus). O evento é direcionado para técnicos e novos servidores aprovados em concurso público, que atuam nas regiões do Baixo Solimões e Beruri.

O objetivo é realizar o planejamento de ações direcionadas à regularização agroambiental no Amazonas, definir metas de execução para os 23 Projetos Prioritários do Idam, assim como realizar o Plano Operacional da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) dos municípios de Anori, Anamã, Beruri, Caapiranga, Codajás, Novo Airão, Manacapuru e Distrito de Vila Rica de Caviana. No próximo ano, a ação continua em outras regiões do Amazonas para que seja possível avançar nas ações do setor primário e atender, em 2021, mais de 59 mil produtores familiares.

De acordo com o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, seguindo as orientações do Governador Wilson Lima e do secretário de Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães, a meta é buscar o máximo de capacitações para avançar na questão agroambiental. “Somos um órgão que tem como principal ferramenta a informação e vamos utilizá-la a favor do micro e pequeno produtor que precisa melhorar sua estrutura de produção. Já realizamos, no mês de novembro, uma programação específica na questão do ordenamento ambiental para os técnicos do sul do Amazonas, região que sofre maior pressão de desmatamentos ilegais”, disse Valdenor, ao destacar que o Alto Solimões será a próxima região que irá receber a oficina.

Para o diretor técnico do Idam, Luiz Carlos do Herval Filho, apesar das dificuldades enfrentadas, este ano, por conta da pandemia de Covid-19, tivemos resultados animadores e os novos servidores concursados são exemplos disso. “Esse é o momento de planejarmos as ações e metas estabelecidas nos Projetos Prioritários e de mostrar o trabalho do Idam a esses novos servidores. Vamos iniciar 2021 com um planejamento voltado ao desenvolvimento rural sustentável e fortalecer ainda mais a estrutura das Unidades Locais do Idam, seja na logística de equipamentos, veículos, insumos e, principalmente, capacitação da equipe técnica, uma vez que o nosso único objetivo é melhorar a qualidade de vida do nosso público beneficiário”, ressaltou Herval.

O engenheiro agrônomo Caio Aguiar, que assumiu recentemente o cargo na Unidade Local de Manacapuru, disse que está preparado para os novos desafios. “Estou entendendo as problemáticas da região e esse treinamento é essencial para nos situarmos nas ações executadas pelo Instituto e poder contribuir com as atividades. Sabemos que a Amazônia tem toda uma questão de sustentabilidade e qualquer treinamento voltado à caracterização ambiental é de grande relevância para um trabalho bem feito”, enfatizou.

Incentivo – Na oportunidade, o Idam apresentou o Programa Mais Pescado, idealizado pelo Instituto, com o objetivo de desenvolver as cadeias produtivas da pesca e piscicultura. As atividades serão baseadas na sustentabilidade visando o aumento da produção de pescado no Amazonas.

Entre as ações voltadas à aquicultura estão a regularização ambiental de piscicultura; fortalecimento da Ater aos piscicultores; capacitação em controle e correção da qualidade da água na piscicultura; assessoria técnica para participação em editais públicos e implantação de Unidades de Referência Tecnológica.

Já para atividade de pesca, as ações de competência do Idam são direcionadas à emissão do Cartão do Produtor Primário (CPP); fortalecimento da Ater para extensão pesqueira; assessoria para acesso à subvenção econômica do Pirarucu, operacionalizada pela Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); elaboração de projetos de financiamento, assessoria técnica em Acordos de Pesca, Planos de Manejo e participação em editais públicos como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme).

Entre os profissionais do Idam, participam da oficina o chefe do Departamento de Operações Técnicas, Helenio Figueiredo, o gerente de Apoio à Aquicultura e Pesca, Daniel Borges, a gerente de Apoio à Produção Animal, Meyb Seixas, a engenheira florestal Nadiele Pacheco, o gerente de Programas e Projetos, Dimitri Portugal, e da GIZ participa o consultor Marcelo Nunes.

Foto: Kevyn Sousa / Idam

-publicidade-