Take a fresh look at your lifestyle.

Ídolo do Manaus FC, Hamilton deixa clube manauara para atuar no Mundo Árabe

-publicidade-

O maior artilheiro da história do MANAUSFC. Ídolo máximo do esmeraldino e lenda vida do futebol amazonense, o camisa 25, Hamilton, se despede do Gavião do Norte. O jogador acertou a rescisão contratual com o clube na tarde desta quinta-feira, 10/12. O centroavante, que foi o artilheiro do time no Brasileirão da Série C, com oito gols, tem proposta para atuar no mundo Árabe.

O craque do Gavião do Norte, Hamilton falou sobre o novo momento na carreira. “A saída é porque apareceu aí uma proposta muito boa do Kuwait, que infelizmente o Manaus não ia poder cobrir e não tinha como recusar. Manaus deixa só sentimento de alegria e gratidão. As maiores alegrias que eu vivi no futebol foi com o Manaus. Sempre recebi muito carinho da torcida. E sobre o futuro eu espero um dia poder voltar, quem sabe encerrar minha carreira pelo Manaus. Seria muito bom”, disse o artilheiro.

Em homenagem ao ídolo do clube, o presidente Luis Mitoso anunciou que a camisa 25 será aposentada. “O Hamilton é um ídolo do clube, e a camisa 25 é a sua marca registrada. Neste momento, em que o Hamilton não seguirá no Gavião do Norte para a próxima temporada, também anunciamos a aposentadoria da camisa. Entendemos que só ele pode usar e, se ele voltar ao clube, ela será desaposentada. Somente neste caso o número 25 voltará a ser usado. Será a nossa forma de homenagear o Hamilton”, disse o presidente do clube, que lembrou do início da história do atacante no clube.

“O Hamilton foi uma grata surpresa. Quando eu estava no Estádio Carlos Zamith acompanhando a Copa Evangélica, o Tubarão – à época lateral-esquerdo do MANAUSFC – deu a dica que eu tinha que acompanhar o jogador Hamilton, que estava se destacando muito no campeonato. E depois de assistir um jogo dele, fui fazer o convite para ir ao Manaus. Só que o Hamilton comentou que estava fechado com o Peladão, que naquele momento não tinha como. Então eu disse pra ele jogar o Peladão, que no ano seguinte jogaria com o Manaus. E assim se fez”, lembrou Mitoso.

Apresentado em 2017, Hamilton de Sá fez 88 jogos e trinta e nove gols vestindo a camisa esmeraldina. Fez parte da conquista dos três estaduais (2017, 2018 e 2019) e participou da histórica campanha do acesso à Série C, em 2019, campanha que rendeu o vice-campeonato brasileiro da Série D ao Manaus. Em 2020, o Ibra da Amazônia conquistou o primeiro turno do Barezão e ajudou a manter o esmeraldino na Terceirona.

Os gols de Hamilton na Série C – principalmente a pintura marcada diante do Ferroviário (CE), na Arena da Amazônia -, ganhou destaque na mídia nacional, o que fortaleceu as comparações com o atacante sueco do Milan, Zlatan Ibrahimovic. O sucesso de Hamilton chamou atenção não só no Brasil – onde o atacante recebeu várias propostas -, mas também fez com que ele entrasse no radar dos clubes do exterior.

“Eu vejo que o Hamilton cresceu muito no Manaus, assim como o Manaus cresceu muito. Crescemos juntos. Ele foi importante em vários momentos. E graças a Deus hoje o Hamilton recebeu uma proposta irrecusável para jogar no Kuwait. Ficamos na torcida que ele possa fazer um ótimo trabalho lá, representando um atleta do Manaus FC. Que ele possa voar alto como um gavião real. Ele tem o nosso apoio, nossa benção e o nosso aplauso, para que faça uma boa temporada lá”, finalizou Luis Mitoso.

Foto: Ismael Monteiro/MFC

-publicidade-