A Polícia Civil do Amazonas, por meio do Instituto Médico Legal (IML), realizará no próximo sábado, dia 7, às 9h, o sepultamento de seis cadáveres que se encontram nas câmaras do IML, localizado na Avenida Noel Nutels, n° 300, bairro Cidade Nova 2, na zona Norte de Manaus.

De acordo com as informações do instituto, os cadáveres não foram identificados por parentes ou reivindicados, ou seja, ficaram nas gavetas sem reconhecimento. O prazo para fazer o sepultamento é de no máximo 30 dias, mas pode ser feito em tempo mais curto, devido às demandas de remoção que o órgão realiza diariamente.

O IML possui 20 gavetas, que por conta do constante recebimento de corpos, precisam estar sempre disponíveis. Conforme a coordenadora de operações do IML, Gessika Santos, todas as condutas legais são adotadas para que o processo seja feito de maneira correta. “Temos o cuidado de realizar todos os procedimentos dentro de legalidade total. Como, por exemplo, atender aos prazos estabelecidos para a liberação do ofício da certidão de óbito pelo juiz”, informou, acrescentando que o sepultamento é feito com urnas e covas numeradas.

Os cadáveres que serão sepultados neste sábado deram entrada no IML entre os meses de dezembro do ano passado e janeiro deste ano. “Iremos realizar o procedimento tendo em vista a grande demanda que temos nesta época de carnaval, é uma forma de não termos superlotação nas gavetas”, acrescentou Gessica Santos.

Após o sepultamento, todas as informações sobre os cadáveres ficam disponíveis no IML, tais como fotos, digitais, e amostra do ácido desoxirribonucleico (DNA), para facilitar o reconhecimento posterior de algum familiar que venha reivindicar o corpo.

Os familiares que quiserem recorrer ao órgão para fazer o reconhecimento, após o corpo ser liberado para enterro, podem dirigir-se ao instituto no horário de 8h às 18h, ou ligar para o número 3216-6072. O protocolo a ser seguido no ato da solicitação de informações é verificar as características do corpo, como arcada e impressões digitais.

Os mortos serão enterrados no cemitério Nossa Senhora Aparecida, localizado na Avenida do Turismo, bairro Tarumã, na zona Oeste em área cedida pela Prefeitura Municipal.

Relação das vítimas

1. Cadáver de suposto Jorge Seabra Ramires, pai de Reju de Sales Ramires, sexo masculino, aparentemente entre 65 e 70 anos, medindo 1,60 de altura, cor parda, cabelos brancos, curtos e lisos, apresentando dente canino superior direito de cor prata.

2. Cadáver não identificado, sexo masculino, aparentemente entre 30 e 35 anos, cor parda, cabelo preto e liso. O corpo deu entrada no IML trajando uma bermuda azul e preta, e camisa preta. Oriundo da Avenida Djalma Batista, bairro Nossa Senhora das Graças;

3. Cadáver não identificado, sexo masculino, aparentando entre 35 e 40 anos, medindo 1,80 cm de altura, olhos pretos, cabelos pretos e ondulados. O corpo deu entrada no IML, trajando uma bermuda jeans preta. Oriundo da Avenida Açaí, bairro Distrito Industrial;

4. Cadáver não identificado, sexo masculino, aparentemente 35 e 40 anos, medindo 1,75 cm de altura, cor parda, olhos castanhos. O corpo possui uma cicatriz de cirurgia no abdômen, além de três tatuagens, sendo uma carpa no peito direito, um velho no braço direito e um dragão chinês tipo serpente na perna direita. O corpo deu entrada no IML trajando apenas uma cueca marrom. Oriundo do Hospital Pronto Socorro Dr. Aristóteles Platão Bezerra de Araújo;

5. Cadáver não identificado, sexo masculino, aparentemente 30 e 35 anos, cor parda, olhos pretos, cabelos pretos e ondulados. O corpo deu entrada no IML trajando uma bermuda jeans preta e camisa regata branca (Addidas). Oriundo da margem do Rio Negro, próximo à Manaus Moderna;

6. Cadáver não identificado, em avançado estado de esqueletização. O corpo deu entrada trajando calça cinza e camisa vermelha e branca. Oriundo da Comunidade Supiá, localizada na zona Rural de Manacapuru.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here