Imprensa internacional repercute as eleições presidenciais no Brasil

Imagem - Agência do Rádio

Os principais jornais do mundo repercutiram, nesta segunda-feira (8), o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil.

As manchetes do jornal americano The Washington Post chamaram a atenção para a quantidade de votos que Jair Bolsonaro recebeu. A matéria cita que a campanha de Bolsonaro dividiu a maior nação da América Latina ao longo de linhas raciais e de gênero e o comparou com o presidente norte-americano Donald Trump.

Já o jornal americano The New York Times chamou Bolsonaro de candidato de extrema direita e enfatizou que ele faz comentários ofensivos sobre mulheres, negros e gays. A reportagem cita também a repulsa da população brasileira à política e a questão do combate à criminalidade e a corrupção.

No Reino Unido, a emissora pública BBC citou que o segundo turno das eleições está marcado para 28 de outubro e vai ser entre Bolsonaro e Fernando Haddad.

O jornal inglês The Guardian ressaltou que Bolsonaro venceu em número de votos, porém ainda não teve a vitória. Já o jornal The Times escreveu que o Brasil chegou perto de eleger um presidente de extrema direita.

Na Espanha, o jornal El País classificou o resultado como uma onda conservadora que tomou o Brasil e garantiu ampla vantagem a Bolsonaro no segundo turno para se tornar o próximo presidente do país. A reportagem compara os presidenciáveis como água e óleo e comenta que esta foi uma das eleições mais emocionantes da história democrática.

Reportagem, Cintia Moreira