As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Índio da etnia Dessana conduz tocha olímpica na RDS do Tupé nesta segunda-feira

O cacique da etnia Dessana Raimundo Kissib Kumu Vaz, 68, vai ser um dos condutores da chama olímpica neste segundo dia de revezamento da tocha em Manaus.

Indígena morador da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé desde 2002, “Raimundo Pajé”, como gosta de ser chamado, vai receber o fogo olímpico por volta das 10h30, na margem direita do rio Negro, na comunidade São João, onde reside com a família.

Pai de cinco filhos, Raimundo é oriundo da Região do Alto Rio Negro, no município de São Gabriel da Cachoeira, onde se concentra a maior parcela da população da etnia Dessana no Amazonas.

Conhecido pelos rituais que atraem turistas de todo o mundo para a RDS do Tupé, Raimundo conta que recebeu com muita alegria a notícia de que seria um dos condutores da Tocha Olímpica.

Segundo ele, o momento é simbólico para todos os indígenas do Brasil. A tocha vai percorrer um trecho de floresta até chegar a uma grande oca, onde o pajé a repassará ao filho, Reginaldo Fontes Vaz, 36.

Reginaldo falou ao prefeito Arthur Virgílio Neto da sua expectativa em receber a tocha, durante inauguração da academia ao ar livre, no último sábado, na comunidade São João.

A parada da Tocha Olímpica na RDS do Tupé, unidade de conservação municipal, gerida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), vai acontecer depois de o fogo olímpico ter passado pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) e flutuante Amigo do Boto Vermelho, na margem esquerda do rio, no município de Iranduba.

Depois da tribo Dessana na RDS, a Tocha Olímpica vai seguir para a comunidade Catalão e ao Encontro das Águas, com previsão de chegada às 13h.

De lá, a chama vai seguir para o município de Presidente Figueiredo, tendo como pontos de parada a Cachoeira de Iracema e Corredeira do Urubuí.