O técnico em dedetização Afrânio Barroso, paciente renal crônico há cinco meses, iniciou na semana passada as sessões de hemodiálise, acompanhado de perto pela mãe, a dona de casa Maria Auxiliadora Barroso, que já se diz mais aliviada. “Ele estava recebendo a hemodiálise uma vez por semana. Agora, o tratamento está sendo feito em três sessões por semana e eu acredito que vai melhorar”, diz a mãe, aguardando ele terminar a sessão, na sala de espera da Clínica Pronefro, localizada na rua Maceió, Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus.

Afrânio é um dos beneficiados pela ampliação de vagas para tratamento de hemodiálise, pelo Governo do Estado, para atender à demanda reprimida. Duzentas novas vagas foram abertas em outubro deste ano, zerando a fila dos pacientes que aguardavam pelo procedimento.

Maria Auxiliadora conta que o filho fazia hemodiálise na urgência do Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio, na zona leste, desde que foi internado na unidade, após passar mal, em junho deste ano. E, mesmo após alta hospitalar, continuava indo ao local uma vez por semana para o procedimento.

Moradores do bairro São José, na zona Leste de Manaus, mãe e filho agora vão à Pronefro três vezes por semana para realizar o tratamento. “Estamos satisfeitos, porque ele está sendo bem assistido”, relata Maria Auxiliadora.

Com a abertura das novas vagas, outros pacientes nem precisaram esperar na fila pelo atendimento. É o caso de Manoel Mota, que estava desde setembro internado na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) e quando recebeu alta, já tinha à sua disposição umas das novas vagas abertas para realizar a hemodiálise.

O paciente é acompanhado nas sessões pela cunhada Andressa Gomes, que classificou a rapidez no início do tratamento como excelente. “Nossa maior preocupação era que ele saísse do hospital e não pudesse receber a hemodiálise adequadamente, até por conta do estado de saúde dele – Manoel foi diagnosticado com insuficiência renal, mas sofreu um AVC e teve o quadro piorado, necessitando da hemodiálise. Mas, graças a Deus, ele não precisou esperar para conseguir o tratamento”, comemora.

Nova ampliação – Até dezembro, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) deve aumentar a oferta da Terapia Renal Substitutiva (TRS), que inclui além da hemodiálise, a diálise peritoneal, para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), com a inauguração de um novo espaço de atendimento, no Hospital Beneficente Portuguesa, que deve receber mais 150 pacientes renais.

Na Pronefro, as novas 200 vagas começaram a funcionar com o espaço inaugurado recentemente na clínica, que mantém convênio com o Governo Estadual para a realização desses procedimentos. Com a ampliação do convênio, a clínica ampliou seu espaço, construindo o novo anexo, o que dobrou a capacidade de atendimento.

Para receber as sessões de hemodiálise, cada paciente precisou passar pelo processo de admissão, que consistia na realização de consultas e exames prévios, comandados uma por equipe multidisciplinar. “Cada paciente foi avaliado e passou por exames de sorologia, para então receber as sessões de hemodiálise”, explicou o nefrologista Roberto Torres de Araújo, responsável pela Clínica Pronefro.

O médico explicou, ainda, que para atender a nova demanda de pacientes, os procedimentos são realizados em três turnos. “São 90 atendimentos por dia, divididos em três turnos, das 6h às 20h, de segunda a sábado. Cada paciente recebe três sessões semanais”, informa o médico.

Atualmente, 1.101 pacientes realizam TRS pela rede estadual de saúde. As demandas são atendidas no Hospital da Fundação Adriano Jorge e através de convênios da Susam com quatro unidades particulares – Hospital Santa Júlia, Clínica Renal de Manaus, Centro de Doenças Renais e Clínica do Amazonas e Clínica Pronefro, além dos hospitais e prontos-socorros que realizam procedimentos de emergência e que estavam atendo pacientes da fila de espera.

Sugestão de legenda – Novo espaço para hemodiálise na clínica Pronefro, amplia capacidade de atendimento da Rede Estadual de Saúde

FOTO: DIVULGAÇÃO/SUSAM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here