Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Instituições da sociedade civil do AM são eleitas para Conselho Estadual dos Direitos da Mulher

Representantes atuarão na implementação de políticas públicas voltadas aos direitos das mulheres

Oito organizações da sociedade civil foram eleitas, nesta quarta-feira (14/04), para compor o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim-AM), órgão vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). A eleição ocorreu no auditório da pasta, na rua Bento Maciel, 2, Conj. Celetramazon, Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus.

As instituições, eleitas para um mandato de dois anos, foram Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam); Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); União de Negros pela Igualdade do Brasil (Unegro); Movimento de Mulheres por Moradia Orquídeas; Associação Nossa Senhora da Conceição; União Brasileira de Mulheres (UBM/AM); Conselho Regional de Serviço Social (CRESS); e Makira-Eta Rede das Mulheres Indígenas do Estado do Amazonas.

De acordo com a secretária executiva de Políticas para Mulheres da Sejusc, Ana Barroncas, a sociedade civil tem uma presença muito forte dentro do Cedim, composto por representantes do Poder Público e de entidades não governamentais.

“A gente sempre costuma dizer que o Governo do Amazonas não faz nada sozinho, é preciso ter esse braço da sociedade civil para que tragam as demandas e caminhem conosco. Governo e Sociedade Civil trabalhando juntos é muito melhor, e quem tem a ganhar são as mulheres. É por meio desse colegiado que serão deliberadas questões relativas às mulheres, trazendo as demandas, necessidades e reivindicando direitos”, disse a gestora executiva.

A presidente do Cedim, Dora Brasil, reforça que a sociedade civil é responsável pela “impressão digital forte” na implementação de políticas públicas voltadas a esse público. “O papel [dos eleitos] será de ampliar a democracia. Acredito que o Governo do Estado do Amazonas apresenta a comprovação que deseja ampliar a democracia quando mantém vivo os órgãos de controle social”, frisou.

Saiba mais – O Cedim foi criado por meio da Lei n° 3.092, de 13 de novembro de 2006, e tem como finalidade formular e implementar, em todos os níveis da Administração do Estado do Amazonas, diretrizes e programas visando eliminar as formas de discriminação que atinjam as pessoas do sexo feminino, de modo a assegurar-lhes a plena participação no plano político, econômico, social e cultural.

FOTO: Raine Luiz/Divulgação

-publicidade-