A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), em parceria com o Instituto de Identificação (II), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), irá disponibilizar, a partir de quarta-feira (3/10), no prédio da unidade policial, serviços de emissão de documento de Registro Geral (RG), para adolescentes em conflito com a lei.

Conforme o delegado Paulo Benelli, titular da Deaai, os serviços serão disponibilizados das segundas as quintas-feiras, de 8h às 11h. “Esses trabalhos são uma forma de ação inclusiva, com o intuito de colaborar com esses adolescentes na busca por estudos e emprego, tendo esse documento em mãos ao fim procedimento policial ou judicial realizado no âmbito da delegacia. Ou seja, temos o objetivo de auxiliar na inserção desses adolescentes junto à sociedade”, declarou.

De acordo com a autoridade policial, o posto de atendimento que funcionava no Sindicato dos Funcionários da Policia Civil do Amazonas (Sinpol-AM), no bairro Petrópolis, será deslocado para o prédio da Deaai, que está situado na avenida Desembargador João Machado, bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital.

“O atendimento será restrito a esses adolescentes em processo policial ou judicial e que precisam retirar o documento, e o posto irá atender, também, à demandas de policiais, do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), e da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), que apoiaram a iniciativa”, concluiu.

A defensora pública da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas (VEMS) da Comarca de Manaus, Juliana Lopes, avaliou positivamente a iniciativa, uma vez que oportuniza aos adolescentes o acesso a vários direitos.

“Quando o poder público facilita para que os adolescentes tenham uma carteira de identidade, ele está facilitando o acesso a vários outros direitos, como uma vaga em uma escola, que muitas vezes exige documento oficial com foto, um curso profissionalizante, a inserção no mercado de trabalho, e até mesmo oportunidade para ele não ser confundido com outras pessoas, já que muitos deles só têm a Certidão de Nascimento”, destacou.

FOTO: ERLON RODRIGUES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here