Daniel de Sousa, 35; Elias de Sousa Rodrigues, 32; Túlio Nogueira da Silva, 19; e a companheira de Túlio, Suely Cordeiro de Lima, 33
Daniel de Sousa, 35; Elias de Sousa Rodrigues, 32; Túlio Nogueira da Silva, 19; e a companheira de Túlio, Suely Cordeiro de Lima, 33

O delegado Adriano Felix, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), falou durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quarta-feira, 13, na sede especializada, sobre o desfecho das investigações que resultou nas prisões de quatro pessoas envolvidas em roubos a estabelecimentos comerciais e residências localizadas na rodovia estadual AM-010.

Daniel de Sousa, 35; Elias de Sousa Rodrigues, 32; Túlio Nogueira da Silva, 19; e a companheira de Túlio, Suely Cordeiro de Lima, 33, foram presos em flagrante, na noite da última segunda-feira, 11, por volta de 18h, por policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), durante ação que contou com o apoio de policiais da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), ligada à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM).

Conforme o delegado, após os servidores da SSP-AM receberem uma denúncia anônima informando a atuação ilícita do bando, o quarteto foi preso em um balneário que pertence ao casal Túlio e Suely, localizado no km 37 da rodovia estadual AM-010, nas proximidades do Ramal da Cachoeira do Leão. De acordo os agentes, o grupo estava se preparando para realizar um roubo a um estabelecimento comercial localizado no km 45 da rodovia.

No local, os policiais apreenderam dois coletes balísticos da Polícia Militar, boinas da corporação, uma balança de precisão, 10 trouxinhas de substância entorpecente, entre maconha e cocaína, R$ 1.580 mil em espécie, além de duas motocicletas, sendo uma Honda Bros, sem placa e de cor azul, e uma Honda CB 300, cor preta e placa PHB – 6589, ambas com restrição de roubo. Ainda na abordagem policial, Elias se identificou como Antônio Silva dos Santos e estava em posse de uma carteira de identidade falsificada.

Na coletiva, o delegado Adriano Felix informou ainda que Elias tinha um mandado de prisão preventiva em desfavor dele por latrocínio, no estado Roraima. Daniel também possuia um mandado de prisão em nome dele pelo crime de roubo, expedido no dia 13 de março deste ano, pelo juiz Luis Alberto Albuquerque, da 1ª Vara Criminal. Felix destacou que apesar das prisões ocorrerem durante uma ação pontual, o grupo já vinha sendo investigado pela Derfd.

“Há dois meses as equipes da Derfd, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, a pedido do secretário Sérgio Fontes, já estavam investigando e desencadeando essa missão para desarticular esta quadrilha. Procedimentos já haviam sido iniciados aqui na especializada, dentre eles, roubos a estabelecimentos e residências na Colônia Japonesa, situada naquela área, tendo em vista a vulnerabilidade desses locais”, disse o delegado.

Conforme o titular da especializada, Túlio e Suely, não estão envolvidos diretamente nos roubos, mas eles confessaram que comercializavam drogas no balneário. Segundo a autoridade policial, Elias participou do roubo a residência de um empresário, dono de uma rede de supermercados em Manaus, em janeiro de 2013. “Elias era o único integrante do grupo responsável por este crime que faltava ser preso”, frisou o delegado Adriano.

No decorrer da coletiva de imprensa, o tenente PM da Rocam, Laio Pontes, destacou que o resultado positivo da ação é fruto do trabalho realizado em parceria entre a Polícia Militar, Polícia Civil e SSP-AM.

Na sede da especializada, os quatro foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico (Artigos 33 e 35 da Lei nº 11.343/06). Além desses crimes, Túlio e Suely irão responder por receptação (Artigo 180 do Código Penal Brasileiro), e Elias por uso de documento falso (Artigo 304 do CPB).

Na tarde de hoje, Daniel, Elias e Túlio foram encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça. Suely foi conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), situado no km 8, da rodovia federal BR-174, onde irá aguardar julgamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here