Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Internos do sistema prisional amazonense poderão participar do Encceja-PPL

A esperança por um futuro melhor motivou os reeducandos do sistema prisional amazonense a terem um bom aproveitamento no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem-PPL). Buscando alcançar novamente esse mesmo resultado, a Escola de Administração Penitenciária (Esap), vinculada à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), iniciará as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, para Pessoas Privadas de Liberdade (ENCCEJA-PPL).

As inscrições para a prova serão realizadas entre os dias 7 e 18 de junho. Para participar, os reeducandos deverão cumprir alguns pré-requisitos, como ser alfabetizado e ter a certificação do Ensino Fundamental – sendo este último somente necessário para aqueles que desejam obter o certificado de conclusão do Ensino Médio, por meio da avaliação.

Os familiares devem estar atentos para ajudar no encaminhamento da documentação necessária, caso o seu ente custodiado manifeste interesse em participar do exame. Os estabelecimentos penitenciários terão até o próximo dia 20 para enviar à Esap as relações nominais com a numeração e cópia de CPF e RG dos reeducandos participantes, bem como os nomes dos auxiliares pedagógicos, chefes de sala e aplicadores contendo os CPFs, RGs, Pis, Conta Corrente, Agência, Nome do Banco, E-mail e número de celular dos mesmos.

De acordo com a diretora da Esap, Sônia Cabral, a prova é mais uma porta para a ressocialização dos internos. “Trabalhamos arduamente para que os nossos reeducandos tenham acesso às mais diversas formas de educação e ressocialização. O Encceja-PPL vem como mais um desses caminhos adotados, para que eles tenham a oportunidade de concluir o ensino básico e começar o seu processo de mudança”, declara.

Organização – As provas do Encceja-PPL serão aplicadas nos dias 13 e 14 de outubro, nas próprias unidades prisionais, onde equipes pedagógicas também farão a preparação dos internos para o exame. A aprovação é uma das formas do reeducando possuir o certificado de conclusão do ensino regular, tornando-se também uma das principais vias dele rumo ao Ensino Superior, que hoje também é ofertado dentro do sistema prisional via ensino a distância (EAD).

FOTO: Divulgação/Seap

-publicidade-