Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Irmãos estelionatários são presos por crime organizado

O 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP) prendeu em flagrante, nesta terça-feira (18/05), por volta das 15h30, os irmãos Arnaldo Breno Barros de Souza, de 20 anos, e Arnaldo Bruno Barros de Souza, 23, pelos crimes de estelionato e organização criminosa. A prisão ocorreu no Conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus.

Durante coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral (DG), na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da cidade, a delegada Juliana Tuma, titular do 22º DIP, disse que os infratores atuavam em financeiras de fachada, situadas no mesmo local onde ocorreu a ação. Na ocasião do delito, os indivíduos ofereciam cartas de crédito por meio virtual às vítimas, que no entanto não obtinham retorno.

“Tomamos conhecimento do caso após as vítimas realizarem denúncias na delegacia comunicando o delito. Elas informaram que a dupla pedia uma entrada de um determinado valor para liberar as cartas em até 30 dias, entretanto, isso não ocorria”, revelou a delegada.

Ainda segundo a delegada, no momento da ação policial, a equipe identificou uma das vítimas que estava efetuando o pagamento de suposta taxa de adesão, que seria parte do golpe. Além disso, foram identificados funcionários da empresa que atuavam como consultores de venda e eram responsáveis pela divulgação local.

“Esses funcionários trabalhavam com a promessa de que ganhariam 1% de comissão por cada venda realizada. Porém, isso não acontecia. Após o fim do trâmite da venda, eles ficavam aguardando o pagamento, mas também não obtinham êxito. Esse ato também funcionava como forma de golpe por parte da dupla”, falou a delegada.

A delegado Thomaz Vasconcelos, adjunto do 22º DIP, orienta a quem tenha percebido que foi vítima deste golpe, entrar em contato pelo número (92) 9962-2437, o disque-denúncia do 22° DIP, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM).

“Após o registro do Boletim de Ocorrência (BO), iremos apurar a veracidade das informações e iniciar as investigações para elucidar o caso com êxito”, disse o delegado.

Procedimentos – Arnaldo Breno e Arnaldo Bruno foram presos em flagrante por estelionato e organização criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis no 22º DIP, eles serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerão à disposição da Justiça.

FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM

-publicidade-