Take a fresh look at your lifestyle.

Irmãos são presos durante ação integrada envolvendo policiais civis que atuam em delegacias da zona Norte

-publicidade-

Em uma ação integrada envolvendo policiais civis que atuam em delegacias da zona Norte da capital, a equipe do 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP) cumpriu na tarde de quinta-feira, dia 18, por volta das 17h, mandado de prisão por tentativa de homicídio em nome de Maurício Loureiro de Lucena, 22. Na ocasião, o irmão do infrator, Marcelo Loureiro de Lucena, 24, foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

De acordo com o delegado titular do 15º DIP, Torquato Mozer, a ação foi deflagrada com o apoio de policiais civis do 26º, 18º e 6º Distritos Integrados de Polícia (DIPs) e de policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O mandado de prisão em nome de Maurício foi expedido no dia 15 de janeiro deste ano, pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Anésio Rocha Pinheiro.

Conforme Mozer, os irmãos foram presos na casa de Maurício, situada na Rua Cento e Onze de um conjunto habitacional situado no bairro Nova Cidade, zona Norte. “Nós estávamos investigando Maurício desde o ano passado, após ele se envolver na tentativa de homicídio do 3º sargento do Exército Cosmo Avelino da Silva, 54. Após o crime, o infrator fugiu daquela área. Recentemente ficamos sabendo ele havia voltado a circular pelo lugar e planejamos a prisão dele”, explicou.

A autoridade policial informou que a tentativa de homicídio ocorreu no dia 13 de julho de 2015, por volta das 19h30, na mesma rua em que Maurício residia. Na época, o infrator e um comparsa, identificado como Diego Silva Pena, teriam ido até a residência de Cosmo e o chamaram. No momento em que o sargento apareceu, Diego efetuou três disparos de arma de fogo que atingiram o peito, as costas e as axilas da vítima. Maurício teria ajudado Diego a fugir em uma motocicleta.

O crime, segundo o delegado, teria ocorrido porque Cosmo havia feito denúncias à polícia sobre o comércio de drogas no local. Inclusive, as delações teriam resultado nas prisões de outros comparsas de Maurício. Tanto Maurício quanto o irmão dele, Marcelo, além de Diego, estavam envolvidos com a prática ilícita no conjunto habitacional.

“Nós também tínhamos um mandado de prisão em nome de Diego, executado aos 19 anos no dia 16 de janeiro deste ano. Ele foi alvejado com três tiros na cabeça, disparados por membros de uma facção criminosa que atua na cidade. O delito aconteceu na esquina do imóvel onde ele morava, na Rua Cento e Doze daquele mesmo conjunto habitacional onde ocorreram as prisões de ontem”, disse a autoridade policial.

Maurício foi indiciado por tentativa de homicídio e Marcelo autuado em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis os irmãos serão conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Drogas encontradas

Torquato Mozer explicou que no mesmo dia da prisão de Maurício, os policiais também cumpriram mandado de busca e apreensão na residência do infrator, ocasião em que efetuaram a prisão em flagrante de Marcelo, devido a existência de 100 kits de trouxinhas de pasta base de cocaína e oxi no lugar.

“A droga estava escondida no telhado da casa. No momento em que Marcelo notou a presença dos policiais, ainda tentou fugir, mas foi capturado e confessou que o entorpecente pertencia a ele”, declarou o delegado titular do 15º DIP.

Mozer destacou que durante as diligências também foram apreendidos R$ 570 em espécie, além de aparelhos celulares, uma televisão de 31 polegadas, um aparelho de DVD e um notebook. “Acreditamos que esses objetos tenham origem ilícita”, argumentou.

Ação conjunta

O delegado titular da 2ª Seccional Norte, Fernando Bezerra, destacou que esta foi a segunda prisão relacionada à tentativa de homicídio efetuada somente nesta semana, na área da zona Norte. Ele fez menção à prisão em flagrante de Aldair Lemos da Silva, 20, conhecido como “Tuíba”, realizada pela do 15º DIP na última segunda-feira, dia 15, horas depois do jovem tentar matar o autônomo Ezequiel dos Santos Feitosa, 32.

“Isso demonstra o compromisso da Polícia Civil em combater esses delitos na zona Norte. Podemos garantir que os índices de violência nessa área da cidade estão sendo reduzidos. Nós estamos intensificando os trabalhos preventivos, com a realização constante de operações e também de ações repressivas”, concluiu Bezerra.​

-publicidade-