Jogador Neymar pode pegar 6 anos de prisão por fraude na Espanha

Um dos três juízes encarregados de julgar o brasileiro Neymar na Espanha por irregularidades na transferência de do atleta para o Barcelona, disse que o craque da seleção e do PSG pode enfrentar uma pena de até seis anos de prisão.

Também serão julgados pelo mesmo crime os pais de Neymar, o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e seu antecessor, Sandro Rosell. Assim como Neymar, eles são acusados de falsificarem valores envolvidos na transferência do extremo em 2013.

Oficialmente o Barcelona anunciou um montante de cerca de 57,1 milhões de euros (40 milhões pagos à família de Neymar e 17,1 milhões para o Santos). No entanto, a justiça espanhola teve acesso a documentos e estima que o negócio chegou aos 83 milhões de euros (350 milhões de reais).