Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Jornada Pedagógica do Centro de Mídias da SEDUC tem início

Antecipando-se ao início do ano letivo, o Centro de Mídias de Educação do Amazonas, da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) abriu, nesta semana, a programação de atividades da Jornada Pedagógica para os professores que ministram aulas para o Ensino Presencial com Mediação Tecnológica na capital e nas comunidades rurais do interior do Estado. O início das atividades foi marcado por uma palestra abordando o uso das ferramentas tecnológicas em sala de aula e suas potencialidades.

A Jornada Pedagógica, que segue até o dia 24 de fevereiro, será marcada pela formação continuada dos educadores, oficinas e orientações do ano letivo 2017, previsto para iniciar no mês de março.

Marcando a abertura das atividades, a SEDUC, via Centro de Mídias, transmitiu para a capital e interior uma palestra sobre o uso da tecnologia em sala de aula, dando ênfase às ferramentas tecnologias que a Secretaria vem utilizando de forma pedagógica para auxiliar o ensino-aprendizagem em suas unidades de ensino e as vantagens dessa utilização. A palestra foi ministrada pela gerente de Mídias e Conteúdos Digitais, Sabrina Araújo.

Por meio do Centro de Mídias, aulas diárias são transmitidas, simultaneamente, de sete estúdios localizados na sede da SEDUC, em Manaus, para salas de aula em três mil comunidades rurais dos 62 municípios amazonenses.

Tecnologia em sala de aula – De acordo com a gerente de Mídias e Conteúdos Digitais, Sabrina Araújo, por meio da parceria entre a SEDUC e o Google, professores e alunos da rede pública estadual dispõem de um pacote de ferramentas que facilitam o trabalho em sala de aula.

“Com a parceria entre a SEDUC e o Google, professores e alunos podem contar com várias ferramentas que podem ser utilizadas para otimizar o trabalho em sala de aula. Um exemplo é o e-mail, que pode ser usado pelo gestor para melhorar a comunicação com os professores, secretários, apoio pedagógico. Outro exemplo é o Google Drive, ferramenta que pode ser usada para o armazenamento de documentos; e ainda podemos citar a criação de um site específico para a escola, local em que poderão ser divulgados os projetos e ações realizadas”, explicou.

Saber + – Outro recurso utilizado pela SEDUC para ampliar o acesso à tecnologia em sala de aula é a plataforma Saber +. Firmada pela parceria entre a Secretaria, a Escola Digital, a Fundação Telefônica Vivo, o Instituto Natura e o Instituto Inspirare, a plataforma disponibiliza conteúdos pedagógicos digitais, com indicações de vídeos, games, animações, videoaulas, infográficos e mapas, categorizados por disciplina, série, tema, tipo de mídia e idioma para as escolas da rede pública estadual de ensino. A plataforma é destinada a professores, gestores e estudantes, inovando e dinamizando o ensino dentro e fora da sala de aula.

Na plataforma, ainda segundo Sabrina Araújo, estão disponíveis ainda aulas de reforço de Língua Portuguesa e Matemática, disponibilizadas pelo Departamento de Política e Programas Educacionais da SEDUC; videoaulas do projeto “Amazonas no Enem sem fronteiras”, cujos conteúdos são direcionados à preparação dos estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); cursos online à distância, entre outros conteúdos.

Para utilizar a plataforma, o usuário pode fazer um cadastro, o que amplia as suas possibilidades de criar ferramentas, planos de aula, listas e grupos para compartilhar conteúdos. Além disso, é possível ter acesso a listas de recursos digitais já organizados por outros usuários, bem como acessar o conteúdo off-line após o cadastro.

Confira a palestra sobre a utilização dos recursos tecnológicos em sala de aula no link: www.youtube.com/watch?v=PlArvznm5LA&t=1238s

-publicidade-