Jornalista e neurocientista explica como projetou mais de mil nomes na imprensa

Fabiano de Abreu e sua empresa MF Press Global, Agência Internacional de Comunicação são responsáveis por lançamento de nomes como Cris Cyborg, quase todas musas fitness, panicats, médicos, advogados e profissionais de outros segmentos

A criação de personagens ou personalidades é um trabalho árduo e que necessita ser pensado durante todos os dias. Além disso, a demanda da imprensa está mais exigente e o público está cada vez mais impaciente para ler e ver novidades e temas interessantes. A empresa MF Press Global do jornalista e PhD, neurocientista Fabiano de Abreu, conta com um número grande de clientes de diversas áreas profissionais e, por essa razão, tem a capacidade de criar uma linha de assessoria que acompanha as necessidades específicas de cada cliente.

Entre os mais de mil nomes que a Agência Internacional de Comunicação lançou para a imprensa, Fabiano foi o assessor que mais revelou pessoas do público LGBTQIA+ como Thalita Zampirolli, Melissa Paixão e Marcela Porto, e o que mais divulgou e apoiou pessoas negras na história do Brasil, com nomes como Nayara Justino, Adi Cudz, Eric Santos, Ivi Pizzot e outros. “A inclusão é a palavra de ordem”, diz o jornalista.

Fabiano além de possuir conhecimentos como jornalista e assessor, tem experiência como doutor em neurociências e psicologia. Todas as especializações ajudam ele na movimentação e análise de estratégias de cada cliente da MF Press Global. “É um sucesso saudável, onde vincula o sucesso ao respeito e orgulho”, declara.

Selo de verificação

A agência também lida com as questões do selo de verificação, que segundo Fabiano todos almejam como se fosse a única solução de vida, mas para obter o selo precisam existir estratégias e matérias em veículos significantes. Isso contribuiu para o crescimento da assessoria de imprensa em valor nos últimos anos.

“Tivemos um bom momento há 10 anos atrás, com jornalistas e assessores de alto padrão. Depois tivemos a fase em que todos se diziam assessores e isso fez baixar o valor do serviço. E agora com o selo, voltou a valores em patamares de 10 anos atrás. Nenhuma empresa pode prometer selo de verificação, este quem fornece é o Facebook. Mas há estratégias em assessoria de imprensa para transformar a pessoa em uma personalidade e conseguir o selo”, conclui Fabiano.

Créditos – Foto: Divulgação