O deputado José Ricardo Wendling (PT) voltou a afirmar nesta quinta-feira (5) que irá acompanhar o cumprimento das promessas e das metas do Governo do Estado para a educação. “O governador resumiu que educação será sua prioridade. Falou da construção de novas escolas de tempo integral, de qualificação dos professores e de convocação de concursados. Temos mais de 400 mil estudantes na rede estadual de ensino e continuaremos fiscalizando e visitando as escolas públicas, assim como cobraremos a contínua valorização dos professores”.

Como uma das metas do Governo, serão construídos 30 novos Centros de Educação de Tempo Integral (Cetis). Mas ele faz uma importante cobrança: “essas escolas devem funcionar com educação de qualidade e o dia inteiro, e não apenas numa parte do dia, sem falar na superlotação das salas. Se não, não podem ser chamadas de integral”, enfatizou ele, convidando o governador e o secretário de Educação a visitarem os Cetis existentes, mas no período da tarde, para verificar se estão funcionando efetivamente. “Porque já recebi várias denúncias de que estudantes estariam sendo liberados no segundo horário por falta de atividade”, disparou.

O parlamentar também frisou que irá cobrar a sanção de Projeto de Lei de sua autoria, em conjunto com o deputado Sidney Leite (PROS), aprovado no final do ano passado, que destina 60% dos royalties do petróleo para a educação do Amazonas, exclusivamente, para a remuneração de professores. “Eles merecem essa valorização”.

O pagamento de direitos básicos aos professores, como plano de saúde e auxílio-transporte sem prejuízo aos professores, continuará sendo pautas de cobrança do deputado. “Não podemos aceitar que paguem vale-transporte com desconto de 6% na folha de pagamento. É uma injustiça que continuaremos cobrando para que acabe. Além disso, os professores devem ter direito a plano de saúde, como ainda ao vale-alimentação, que foi implantado este ano e iremos acom­panhar”.

José Ricardo lembrou da representação que encaminhou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), em janeiro deste ano, para que faça auditoria nos investimentos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), diante de denúncias de que o Estado não teria utilizado os 60% desses recursos para a remuneração de professores.

Mamógrafos precisam funcionar no AM
Hoje é o Dia da Mamografia, um exame fundamental para a detecção precoce do câncer de mama. Mas, para o deputado José Ricardo, há pouco o que se comemorar no Amazonas, tendo em vista a alta incidência desta doença entre as amazonenses, em termos proporcionais aos outros Estados brasileiros.

Na Mensagem do Governo, consta que os 61 municípios do interior estão dotados com mamógrafos. Mas a realidade era outra quando o deputado esteve nessas cidades. “Encontrei os equipamentos encaixotados e outros sem funcionamento. Um aparelho caro que deveria salvar vidas, jogado nos cantos das salas dos hospitais, sem o menor cuidado e sem previsão para a instalação”.

Por isso, ele irá encaminhar requerimento ao Governo do Estado solicitando informações sobre o funcionamento desses mamógrafos. “Precisamos saber em quais municípios os mamógrafos estão instalados e funcionando. E das cidades que estão sem o seu efetivo funcionamento, qual o motivo. Afinal, a cada mês que se passa, mais mulheres são vitimadas pelo câncer de mama”, disse o parlamentar, ressaltando que é obrigação do poder público viabilizar o exame para as mulheres anualmente e o Governo Dilma fez sua parte, liberando recursos para a compra de mamógrafos para todos os hospitais do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here