Take a fresh look at your lifestyle.

Jovem é preso acusado de participar de duplo homicídio no Amazonas

-publicidade-

Policiais civis da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) em Itacoatiara, cumpriram na tarde de terça-feira (26/11), por volta das 17h, mandado de prisão preventiva por duplo homicídio em nome de Tharlisson Felipe Sá Menezes, 19 anos, investigado pela participação nas mortes de Paulo Airton Oliveira da Silva, e Rodrigo de Lima Viana, que tinham, respectivamente, idades de 21 e 24 anos. O crime ocorreu no dia 4 de outubro deste ano, no bairro Centro daquele município (distante 176 quilômetros em linha reta da capital).

A ação policial foi coordenada pelos delegados Paulo César Filho e Lázaro Santiago, titular e adjunto, respectivamente, da DIP Itacoatiara. Segundo Santiago, no dia do crime, Tharlisson e outros dois infratores, que já foram presos em datas distintas pela equipe da DIP, deslocaram-se até a rua Quintino Bocaiuva, no bairro Centro, onde efeturam disparos de arma de fogo contra as vítimas.

“Paulo e Rodrigo vieram a óbito no local, e os infratores empreenderam fuga, após a ação criminosa. Destaco que as mortes foram motivadas por disputa entre facções criminosas que atuam na cidade. Ao longo dos trabalhos investigativos, constatamos as identidades dos envolvidos e representamos à Justiça o pedido de prisão em nome deles”, disse Lázaro Santiago.

Prisão – Após as prisões dos dois envolvidos no crime, as diligências continuaram para que Tharlisson também fosse localizado. Na tarde de terça-feira (26/11), a equipe encontrou o indivíduo na casa de familiares dele, situada na avenida Parque Iraci, em Itacoatiara.

“Ao perceber a chegada dos policiais, ele se escondeu, mas durante revista no imóvel, nós o encontramos dentro de um armário. Ressalto que ele foi agressivo e apresentou resistência à prisão. No entanto, conseguimos imobilizá-lo e conduzi-lo ao prédio da DIP para os procedimentos cabíveis,” relatou o delegado.

Procedimentos – Tharlisson foi indiciado por duplo homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da unidade policial, ele irá permanecer na carceragem da DIP, que funciona como unidade prisional em Itacoatiara, à disposição da justiça.

FOTO: Divulgação/PC-AM

-publicidade-