Amazonas Notícias

Julho Verde: FCecon alerta para casos de câncer de cabeça e pescoço

Feridas na boca que não cicatrizam, rouquidão e dificuldade para engolir são sintomas do câncer de cabeça e pescoço, que pode ser curado quando diagnosticado e tratado precocemente.  O alerta é da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), na campanha Julho Verde.

A campanha é realizada nacionalmente, sendo coordenada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP). O objetivo é alertar a população para os sinais e sintomas da doença, intensificar informações sobre como se pode evitar este câncer e destacar a importância do diagnóstico precoce.

“Sabe-se que quando diagnosticamos mais cedo essa doença, temos uma probabilidade muito, mas muito grande de ter uma cura, chegando até 90% dos casos”, afirma o cirurgião cabeça e pescoço da FCecon, Fábio Bindá.

Doença e causas

A doença afeta boca, língua, seios da face, laringe, faringe, glândulas salivares, tireoide, dentre outros. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima em torno de 340 casos dos tipos mais frequentes de câncer de cabeça e pescoço na população amazonense (tireoide, cavidade oral e laringe). Em todo o Brasil, são esperados 39 mil casos em 2023.

Entre os fatores de risco para desenvolver este câncer, estão os hábitos de fumar e ingerir bebidas alcoólicas e o Papilomavírus Humano (HPV).

Sintomas

Feridas que demoram a cicatrizar ou não cicatrizam, nódulos no pescoço, dificuldade para engolir, rouquidão e secreção e obstrução nasal que não melhora com tratamento são sinais do câncer de cabeça e pescoço, alerta Fábio Bindá.

Nestes casos, a orientação é procurar atendimento médico em uma Unidade Básica de Saúde (UBS), para então ser encaminhado para um médico especialista em cabeça e pescoço para uma avaliação mais aprofundada.

Tratamento

A FCecon oferece tratamento tanto para os casos diagnosticados precocemente, com cirurgias minimamente invasivas, quanto para os casos mais avançados, quando a quimioterapia e a radioterapia atuam juntamente com a cirurgia.

O acompanhamento é multidisciplinar, com cirurgiões cabeça e pescoço, oncologistas clínicos, radioterapeutas, fisioterapeutas, nutricionistas e fonoaudiólogos.

“O Cecon é referência para o tratamento do câncer de cabeça e pescoço. Contamos com um corpo clínico preparado, uma equipe multidisciplinar para proporcionar o melhor tratamento”, disse Bindá.

FCecon Fabio Binda FOTO Lais Pompeu FCecon 2 | Amazonas Notícias

FOTOS: Laís Pompeu/FCecon

Relacioandos