Dos 900 professores convocados pela Prefeitura de Manaus, do cadastro de reserva do concurso da Secretaria Municipal de Educação (Semed), mais da metade, um total de 500, já passou pela Junta Médico-Pericial do Município, vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), e concluiu a perícia admissional, necessária para a posse.

O balanço parcial foi anunciado pelo secretário municipal de Administração, Planejamento e Gestão, Lucas Bandiera, que acompanha a demanda por atendimento na Junta Médica, comissão da Prefeitura de Manaus responsável também pelas perícias para licenças médicas, readaptações, aposentadoria, revisão de aposentadoria, isenção de IPTU, entre outros serviços.

“A Junta dispõe de um total de 11 médicos-peritos e destes, cinco estão alocados somente para atender procedimentos de posse devido à alta demanda. Desde o dia 2/1, reforçamos o atendimento, disponibilizando 100 senhas para os convocados, contudo, apenas entre 50 e 70 por dia têm comparecido.”

A presidente da Junta Médica, Norma Jatobá, frisa que o atendimento aos convocados, que iniciou no último dia 26/12, está garantido a todos os que comparecem à comissão. O prazo vai até dia 17 de janeiro. O órgão está distribuindo senhas para ordenar o atendimento, mas todos que chegam serão atendidos.

Ao longo deste ano, aponta a presidente, estão previstas melhorias estruturais para a Junta Médica, conforme determinação do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, como a informatização do órgão, os atendimentos passarão a ser agendados por telefone e haverá uma mudança de endereço, prevista para março, para um prédio maior e com mais estrutura para recepcionar o público.

Texto: Hariele Quara / Semad

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here