Amazonas Notícias

Karine Aguiar e Casa de Caba convocam o público para votar em premiação de concursos fora do Amazonas

Artistas amazonenses disputam competições nacionais e o público pode ser o grande aliado no resultado da conquista. Por meio de votação popular, a cantora Karine Aguiar concorre ao prêmio de “Melhor do Brasil no Mundo”, em Londres e, a banda Casa de Caba, está na seletiva de júri popular para ser a atração de abertura do Festival João Rock, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. Ambos estão com o link de votação disponível na bio das contas do Instagram.

Os candidatos a promover a imagem do estado para o mundo, acumulam uma ampla bagagem na área, com premiações, shows em diversos estados e países. Talento que vem atraindo olhares mundo afora. Karine Aguiar iniciou os estudos musicais no Liceu de Artes e Ofício Claudio Santoro, integrou o Coral de Câmara, Madrigal do Amazonas e foi solista da Orquestra de Violões do Amazonas. Já participou de edições do Festival Amazonas de Ópera e de Jazz.

Entre os destaques da carreira, o DVD “Jungle Jazz: uma sinfonia amazônica”, gravado em 2019, com artistas locais e a participação da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, sob comando do maestro Marcelo de Jesus. Karine já se apresentou em palcos na França, Estados Unidos, Itália e Portugal. Para ela, as políticas públicas de incentivo à cultura tiveram importante participação na caminhada até a indicação nacional.

“Atribuo essa indicação não só ao meu trabalho pessoal, mas sim a uma série de esforços que vão para além de mim, como a criação de políticas afirmativas para cultura, porque não seria possível meu trabalho chegar ao mundo, se não fossem os editais que me proporcionaram gravar meus discos e DVD, que me levaram ao concurso de Londres”, reconhece a cantora.

Ela acrescenta: “Participar desse concurso representa uma vitória para o meu estado e toda classe artística que vem, há tanto tempo, lutando para que esses mecanismos possam existir para financiarmos as nossas produções e mostrar nossa cara para o mundo, com materiais de qualidade ”, revela Karine.

Para o título de Melhor Cantora do Brasil no Mundo, atribuído à cantora amazonense, o público colabora acessando o link na bio do perfil @karineaguiarmusic e seguindo os passos para validar a votação, até o dia 1º de junho. O final do concurso será em setembro, no Palácio do Parlamento Britânico, em Londres.

Casa de Caba

A banda amazonense, formada há 10 anos, traz um repertório com influências de diversos ritmos, do maracatu, passando pelo baião, xote ao rock and roll. Casa de Caba foi criada com a ideia de dar corpo às composições de Magaiver, vocalista da banda.

Atualmente, a banda concorre com outros artistas nacionais o mérito de abrir o concurso João Rock 2023, em junho, na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo. O público também tem participação ativa nesta votação pelo link da bio do @casa_de_caba. A votação se encerra nesta terça-feira (09/05).

Com um currículo vasto de apresentações e participações em projetos culturais, o destaque é o disco “Pico de Jaca”, gravado em 2021 no palco do Teatro Amazonas, com a participação de músicos da Amazonas Filarmônica e convidados. O disco foi contemplado pelo o edital Prêmio Feliciano Lana, realizado via Lei Aldir Blanc. No ano passado, o grupo promoveu shows em São Paulo e gravou ao vivo no Estúdio Showlivre, cujo material está disponível no canal do YouTube da própria plataforma showlivreplay.com.

Segundo o vocalista Magaiver Santos, a participação no concurso é mais uma vitrine para a cultura do estado. “Representa mostrar o que a gente faz para um público maior, de outras regiões, para um público que pouco tem acesso ao que vem sendo produzido na cidade. A gente como artista, fazedor de cultura, tem esse papel de levar para um maior número de pessoas a cultura da nossa cidade”, pontua Magaiver. “Uma das nossas metas é atravessar o Rio Negro com algo desconhecido, infinito e alegre”, finaliza. 

A banda conta também com Jeorgio Claudino (Voz e Guitarra); Samir Torres (Voz e Baixo); Paulo Pereira (Percussão); Erika Tatiane (Percussão); João Carlos Ribeiro (Bateria); e Cleumir Leda (Flauta, Saxofone e Guitarra).

FOTOS: Divulgação/ Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Relacioandos