As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

LIBERDADE E EMPODERAMENTO NUMA CONFERÊNCIA DE MULHERES

Inspirado na 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que define a participação da sociedade civil e do poder público nos debates com temas que abordam políticas para as mulheres, o projeto “Mulheres em Cena”, contemplado no Edital de Patrocínios do Banco da Amazônia para 2016, proposto pela escritora e produtora de audiovisual Regina Melo, será realizado no mês de maio, com a participação de mulheres de diversos segmentos sociais, culturais e econômicos de Manaus e Belém.

O filme de Regina Melo, “Os anseios das cunhãs”, contemplado no Prêmio Carmen Santos Cinema de Mulheres inspirou o projeto “Mulheres em Cena”, aprovado pelo Banco da Amazônia, no Edital de Patrocínio 2016, para a realização de uma Conferência Livre de Mulheres, que debaterá o tema “Mulher: Liberdade e Empoderamento”, compreendendo a discussão sob três eixos: 1) Políticas Públicas (saúde, inclusão, mercado de trabalho, segurança, combate à violência contra a mulher); 2) Direitos (participação social, política, legislação); 3) Liberdade (sexualidade, respeito, independência, prostituição, tráfico, legislação).

A Conferência de Mulheres será realizada no auditório da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), no auditório João Bosco Ramos de Lima, nos dias 18 e 19 de maio, com a presença de mulheres de diversos segmentos da sociedade, que estão sendo identificadas e convidadas a dar a sua contribuição ao debate, sejam representantes de associações, grupos, ou, mesmo, individualmente. No primeiro dia, pela manhã, haverá exibição do filme e abertura para questionamentos sobre o tema abordado no curta-metragem de Regina Melo (“Os anseios das cunhãs”). À tarde, discussão em grupos por subtemas. No dia seguinte, plenária para apresentação e votação das propostas.

Realizado por uma equipe de mulheres, o média-metragem “Os anseios das cunhãs”, que gerou o curta-metragem apresentado recentemente na Mostra de Cinema deMulheres, realizada em Brasília-DF, retrata a vinda das índias e caboclas do interior amazonense para a capital da Zona Franca, onde passam a ocupar as ruas e a expor seus dramas e anseios. Segundo Regina Melo, a ideia é, a partir do filme que será exibido, levantar questões, como liberdade, violência, preconceito, direitos, participação social e prostituição, dentre outros. O projeto terá registro em filme e fotografias que serão entregues ao Banco da Amazônia e servirão para subsidiar futuros projetos sobre o tema.

« Os anseios das cunhãs » foi produzido com 23 profissionais das áreas de cinema, música e teatro, dos quais, 18 são mulheres. Um número significativo, dadas as condições em que a mulheres se encontram inseridas atualmente no mercado cinematográfico brasileiro – algo em torno de pouco mais de 20%. No projeto estão a também produtora de audiovisual Suzana Ito e a cineasta Laura Rocha. Depois de Manaus e Belém, a equipe deverá levar o fomato do projeto para Fortaleza (CE), Natal (RN) e Brasília (DF). A realização da Conferência Livre de Mulheres, em Manaus, conta com o apoio do Deputado Estadual Luiz Castro e a parcerias do Fórum Amazonense de Saúde Mental.

Estão confirmadas as participações da pós-doutora em Serviço Social da Universidade do Amazonas, professora Heloísa Helena Corrêa da Silva, que abordará o “Violência contra a Mulher e Transgeracionalidade” – fatores psicossociais nas crianças e nos adolescentes que presenciam violência, normalizando ou tornando-se possíveis futuros agressores/vítimas, a doutoranda Vilma Mourão, com o tema “Relacionamentos amorosos de mulheres adolescentes”, que tem como mote a desnaturalização da adolescência, do feminino e da sexualidade, em que a questão do contexto (um bairro periférico da cidade de Manaus) recebe um realce todo especial.

Além das palestrantes citadas acima, também estarão presentes Keyth Bentes, Secretária Executiva de Políticas para Mulheres, que falará sobre Legislação e Proteção à Mulher, abordando as leis Maria da Penha e do feminicídio, exploração Sexual de crianças e adolescentes e tráfico de mulheres; Dora Brasil, presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, professora universitária, mestre em Educação, militante política e do movimento de mulheres, que falará sobre a Mulher e os Movimentos Populares, e Graça Prola, secretária de Justiça e Cidadania do Amazonas, que falará sobre a mulher e os direitos humanos.

você pode gostar também