Take a fresh look at your lifestyle.

Líder do Democratas afirma que a única urgência do governo é o aumento de imposto e de arrecadação

-publicidade-

O líder do Democratas na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), afirmou nesta quarta-feira que a única urgência do governo da presidente Dilma Rousseff/PT é o aumento de imposto e de arrecadação. A afirmação do líder foi feita durante votação da Medida Provisória (MP) 694, que muda a alíquota de vários impostos.

Ele cobrou o compromisso de a presidente de não vetar pelos menos dois itens da MP 694. Um trata da extensão do Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) aos transportadores de mercados que tenham como origem ou destino porto localizado no Espírito Santo ou em estados das regiões Norte e Nordeste. Outro estabelece a contribuição sobre a receita bruta do setor têxtil.

Para o líder Pauderney Avelino, o governo não pode retirar benefícios de setores industriais que estão muito prejudicados em função da crise que atinge o país. Posição contrária ao aumento de carga tributária também foi manifestada pelo deputado Mendonça Filho (PE). Ele disse que o setor produtivo está submetido a uma carga “tributária insuportável”.

A MP aumenta de 15% para 18% a alíquota do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) incidente no pagamento de juros sobre o capital próprio pagos ou creditados aos sócios ou acionistas de empresa. Durante discussão na comissão mista, foi adiada de janeiro de 2016 para janeiro de 2017 a vigência do aumento.

-publicidade-