O lutador amazonense Diego Davella desembarcou nesta semana, na Rússia, onde disputará a segunda etapa do Grand Prix dos galos no evento europeu Akhmat Fight Show. A competição será realizada no próximo domingo (22).

Um dos fortes nomes do MMA local, Davella se prepara para enfrentar um russo. Mesmo sem saber ainda o nome do adversário, já traça a estratégia para o combate. “Vou lutar buscando sempre o nocaute ou finalização. Usar aquilo que tenho de melhor, que é o jogo de solo e me impor do início ao fim”, afirmou ele, que é um dos atletas apoiados pela Equador Petróleo.

Em seu último combate pelo evento, o amazonense perdeu para o russo Rakhman Dudaev em uma decisão dividida. O objetivo, segundo ele, é mostrar que tem habilidade para lutar em alto nível nas competições internacionais. “Sei que ganhei, mas lutando fora de casa e contra um atleta ‘queridinho’ fica complicado darem a vitória para gente. Agora estou mais preparado e com a confiança lá em cima. Estou aqui (na Rússia) pra vencer”, garantiu o lutador.

O atleta amazonense está treinando na X-Gym, no Rio de Janeiro, há pouco mais de dois meses. A academia foi responsável por revelar ou confirmar as habilidades de feras mundiais do calibre de Ronaldo Jacaré, Anderson Silva, Alan Nuguette e Warlley Alves, o que a coloca como uma das principais referências no esporte.

“Essa experiência está sendo fundamental para minha evolução no MMA. Estou aprimorando meu jogo de solo e ‘trocação’, melhorando tecnicamente e fisicamente, sem contar a oportunidade de treinar com atletas campeões”, disse Davella.

Ainda segundo ele, recentemente surgiram algumas propostas para treinar fora do país. “Até o momento eu fico na X-Gym, mas em breve quero ir para os Estados Unidos, onde é mas fácil conseguir espaço em eventos internacionais”, concluiu.