Amazonas Notícias

Madrigal Amazonas da UEA apresenta concerto com o tema ‘Renascença’ nos palácios Rio Negro e da Justiça

O Madrigal Amazonas, da Universidade do Estado (UEA), apresenta o concerto “Renascença: Motetos, Cancioneiros, Canções e Madrigais”, nos Centros Culturais Palácio Rio Negro e Palácio da Justiça, neste sábado (11/11) e domingo (12/11), respectivamente, a partir das 11h. Os eventos fazem parte da programação dos concertos matinais realizada pelo Governo do Estado do Amazonas no mês de novembro, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), e terão entrada gratuita.

Sob a condução do maestro Adroaldo Cauduro, o grupo iniciará o concerto com um repertório sacro que consta em motetos “Palestrina” e “Victória” e, em seguida, apresenta os cancioneiros musicais de palácio, com “Pase el agua ma Julieta” e “Dindirindin”.

Na lista de canções, o repertório inclui obras como “Fourdion” e “Mon Coeur se Recommade à Vous”, de Roland de Lassus, e, por fim, em madrigais, o grupo apresenta “April is in my Mistress’s Face”, de Thomas Morley, “Come Again”, de Jonh Dowland, “Fair Phyllis”, de Jhon Farmer, “Matona Mia Cara” e “Tutto Lo Di”, também de Roland de Lassus.

Panorama histórico – De acordo com o maestro Adroaldo Cauduro, a apresentação terá um panorama histórico e musical do que se produzia para coro na época na Renascença. As obras escolhidas são carregadas de emoções e ideias que, segundo o maestro, são transferidas para o público durante o espetáculo e têm “poder transformador”.

“O fato é que cada performance musical está carregada de ideias, conceitos e visões de mundo que são absorvidos consciente ou inconscientemente pelos músicos e pelo público. Depois que termina o espetáculo, toda essa carga emocional é transferida à comunidade, por meio da interação de todos. Dessa forma, posso afirmar que o principal objetivo destas apresentações é que possamos ajudar no desenvolvimento de um público para a música erudita”, conclui Cauduro.

A apresentação conta com 18 integrantes que compõem o Madrigal Amazonas, entre soprano e outros cantores.

Centros Culturais – O Centro Cultural Palácio da Justiça é um patrimônio cultural do Estado do Amazonas, gerenciado pelo Governo do Estado, por intermédio da SEC, e fica localizado na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro. O espaço é destinado à visitação pública e também à promoção das artes, como exposições, espetáculos musicais, teatro, cinema, palestras e outros. O Palácio da Justiça funciona de terça a sexta, das 9h às 14h, e domingo, das 9h às 13h.

Já o Centro Cultural Palácio Rio Negro, também administrado pela SEC, fica localizado na avenida Sete de Setembo e promove gratuitamente exposições de artistas locais, nacionais e internacionais, além de visitas guiadas às salas tradicionais do Palácio, construído em 1903, no tempo áureo do comércio da borracha no Amazonas. O espaço fica aberto ao público de terça a sexta, das 8h às 14h, e sábado, das 9h às 13h.

Relacioandos