Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Maio Amarelo: SES-AM planeja integrar monitoramento do trânsito para reduzir internações

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), em parceria com os demais órgãos que compõem o Programa Vida no Trânsito (PVT), analisa a proposta de integração do monitoramento do trânsito para redução das internações nos hospitais da capital. A meta é qualificar a informação para que medidas possam ser tomadas, de maneira mais eficiente, em pontos com maior foco de acidentes.

O PVT, que é realizado com recursos do governo federal, tem fortalecimento de suas ações inseridas no Programa Saúde Amazonas, do Governo do Estado. A iniciativa foi apresentada, nesta quarta-feira (12/05), na sede da SES-AM, pelo Núcleo de Inteligência da Saúde (NIS).

A ferramenta de inovação, apresentada pelo NIS, vai atuar na coleta de todos os dados de monitoramento do trânsito em Manaus e até no interior, que é realizado de maneira individualizada pelos órgãos.

Com o cruzamento desses dados será possível a tomada de ações educativas e preventivas em locais com maior incidência de acidentes de trânsito. Segundo a chefe do Departamento da Rede de Atenção à Saúde da SES-AM, Neylane Macêdo, a integração das informações vai permitir dimensionar o impacto que as internações causam para a saúde e na economia do Estado; e mostrar para a população a importância do respeito ao trânsito.

“Esse é o grande foco do Programa Vida no Trânsito, que a gente consiga trabalhar ferramentas com as diversas instituições para reduzir os acidentes de trânsito: atropelamentos, acidentes de carro, moto, e com ciclistas, para impactar na redução do número de óbitos e de internações, que causam grande impacto na saúde. Enquanto a gente está utilizando recursos nessas causas evitáveis, previsíveis, poderíamos estar ampliando hospitais, melhorando qualidade de vida e capacitando profissionais”, explicou Neylane.

O Programa une diversos órgãos do Estado e da Prefeitura de Manaus, como as secretarias de saúde do Estado e Município (Semsa), o Departamento Estadual de Trânsito (Dentran-AM), o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

Uma nova reunião, entre esses órgãos, deve ser marcada ainda neste mês para definir a integração dos dados do trânsito.

Acidentes em alta – Os atendimentos nos três Hospitais e Prontos-Socorros (HPS) relacionados a acidentes de trânsito aumentaram 14% entre janeiro e abril de 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento foi impulsionado por acidentes envolvendo motocicletas, que cresceram 30%.

Nos quatro primeiros meses de 2020, foram realizados 3.782 atendimentos de vítimas de acidente de trânsito nos HPS 28 de Agosto, João Lúcio Machado e Platão Araújo. Em 2021, no mesmo período, as três unidades contabilizaram 4.349 atendimentos, uma média de 36 pessoas hospitalizadas por traumas e lesões de trânsito todos os dias. Os números não incluem os atendimentos realizados nos nove Serviços de Pronto Atendimento (SPA) e nas duas Unidades de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA 24h).

Os atendimentos causados por acidente de moto saltaram de 2.385 para 3.113 nos três HPS, no comparativo entre os períodos de janeiro a abril de 2020 e 2021.

FOTO: Rodrigo Santos/SES-AM

-publicidade-