As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Mais de 3,8 mil crianças aprendem a cultura do empreendedorismo na escola

Gov Agricultura

Mais de 3,8 mil estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental de 34 unidades de ensino da Prefeitura de Manaus participaram neste ano do programa “Empreendedorismo nas Escolas”, que pretende estimular, fomentar e desenvolver a cultura empreendedora nas novas gerações. Nesta quarta-feira, 4/12, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entregou a certificação desses alunos em um grande evento realizado na arena poliesportiva Amadeu Teixeira, Flores, zona Centro-Sul.

O foco no empreendedorismo é um dos principais programas de governo para a empregabilidade, empreendedorismo e desenvolvimento tecnológico e, apenas neste ano, certificou 10 mil pessoas em treinamentos e cursos voltados ao mercado de trabalho e ações voltadas à formação de empreendedores. A atual gestão municipal também trabalha na restauração do antigo Hotel Cassina, no Centro Histórico de Manaus, onde vai instalar o Polo Manaus Digital, voltado ao desenvolvimento tecnológico e de startups, além de fazer a convergência conhecimento/capital/poder público, para desenvolver a economia 4.0 na cidade.

“As pessoas precisam aprender a empreender. E quando se trata de crianças estamos cuidando do futuro. Porque essas crianças são o futuro, elas precisam ter toda a assistência para que, no futuro, elas não precisem largar ‘lá atrás’. Elas têm que estar parelhas com as pessoas mais abastadas. Queremos diminuir as diferenças sociais com o mecanismo mais eficaz para isso, que é o investimento em educação”, afirmou o prefeito. “Investindo nesse futuro nós teremos uma Manaus 4.0, uma Manaus forte economicamente. Vai ser um futuro brilhante para elas”, afirmou.

O prefeito foi ovacionado pelos alunos e ficou comovido com a recepção. “É muito raro um homem público com mais de 40 anos de militância receber esse carinho e é maravilhoso que eles me vejam associado com ação voltada para a educação. É emocionante, principalmente por se tratar de crianças”, afirmou Arthur, que conversou com os jovens estudantes, foi abraçado, fez selfies e recebeu muitos aplausos. “O carinho é recíproco. Eu amo essas crianças, muito”, disse.

Empreendedorismo nas escolas

Os alunos certificados participaram de encontros com carga horária de 12 horas, para os do 8° e 9° anos, e de 5 horas para os demais. Os alunos trabalharam temas como empresa em ação, que explica o papel das empresas na sociedade; gerenciamento financeiro, para ajudar os jovens a entender como o dinheiro vai para a casa deles e como é gerenciado; entre outros.

O programa de “Empreendedorismo nas Escolas” é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), juntamente com a Junior Achievement Amazonas, que leva aos estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da rede pública municipal, técnicas de iniciação ao empreendedorismo.

“O que a gente vem fazendo em Manaus e que é traduzido na melhoria dos nossos índices, é investir na educação dessas crianças, preparando-as para enfrentar o mundo contemporâneo. Estamos trabalhando o empreendedorismo dentro da escola e essa parceria com a Semtepi é muito importante nesse caminho”, ressaltou a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, que anunciou que o programa continua no próximo ano.

“A gente tem que aprender a gastar de maneira correta e podemos até mesmo montar nosso próprio negócio. Foi o que aprendi durante esse curso que só me motivou e me levou a pensar melhor para quando eu for entrar no mercado de trabalho”, contou a aluna Maria Eduarda Sarmento, do 8º ano da escola municipal Olavo das Neves.

O projeto, que tem como objetivo implementar a cultura empreendedora nas escolas da educação de base do município, foi lançado em junho do ano passado e é parte integrante do programa “Manaus Mais Empreendedora”. Em sua edição-piloto capacitou mais 1,5 mil estudantes. Em outubro de 2018, o prefeito Arthur Virgílio Neto sancionou a Lei 2.349, que altera a Lei 2.196, ao acrescentar o Empreendedorismo como tema transversal nos conteúdos programáticos das disciplinas do ensino fundamental.

Texto – Jacira Oliveira / Semcom e Assessoria da Semtepi

Foto – Mário Oliveira / Semcom

você pode gostar também